top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

Olinda Comida Nordestina inaugura unidade na 202 Sul


Casa com 35 anos de tradição apostas em pratos típicos e clássicos da culinária da região Nordeste



Um dos lugares mais tradicionais do Distrito Federal, vivo na memória de muitas famílias brasilienses, acaba de abrir as portas na 202 Sul. Prestes a celebrar 35 anos de sucesso em Taguatinga, o Olinda Comida Nordestina chega ao centro da capital federal. As receitas típicas e saborosas do Nordeste são os grandes destaques da casa. O restaurante é ideal para matar a saudade de suas origens ou, para quem não é de lá, conhecer um pouco mais sobre a região. 



No cardápio, assinado pelo chef Romão Olinda, caldinhos especiais de feijão de coco (R$19,90), favada (R$19,90), mocotó (R$19,90) e mocofava (R$19,90). Para começar, queijo coalho com melaço de cana (R$29), dadinho de tapioca com queijo de coalho e geleia de pimenta feita na casa (R$18), torresmo crocante e sequinho (R$36) e feijão verde com legumes (R$ 45) são algumas opções.


A casa conta também com pratos executivos, como carne de sol (R$49,90): com arroz branco, feijão fradinho, macaxeira cozida, paçoca de carne de sol, vinagrete, cheiro verde e manteiga de garrafa; filé da coxa assada na brasa (R$40) com baião de dois, farofa e vinagrete; e rubacão (R$52). “O rubacão é uma receita muito especial para a nossa família. É sempre uma festa quando ele é servido” explica o chef e empresário Romão Olinda, que recebe o mesmo nome do pai, o fundador do restaurante. 


Outros destaques são a carne de sol com chips de macaxeira, alho assado e pimenta biquinho (R$89,90), baião de 2 (R$52 - médio | R$75 - grande): arroz cozido no caldo de carne, bacon, calabresa, queijo de coalho, feijão fradinho, cebola, tomate e carne de sol desfiada, purê de macaxeira e farofa da casa; e escondidinho de carne de sol (R$75): com queijo coalho e requeijão cremoso.


Uma das estrelas do menu é a carne de sol completa (R$170 – serve de 2 a 3 pessoas): acompanha arroz branco, macaxeira cozida ou frita, feijão fradinho, paçoca, vinagrete, cheiro verde e manteiga de garrafa.


Aos fins de semana, o restaurante prepara pratos especiais e clássicos da culinária nordestina para o público se deliciar. Na sexta, buchada (R$130): acompanha arroz de leite, farofa de cuscuz e feijão verde com legumes (serve três pessoas). No sábado, rabada (R$130 - para três pessoas) com agrião e xerém de milho, com molho de cerveja preta. Já no domingo é servida uma galinha caipira (R$190) acompanhada de pirão e arroz branco.

 

Sobre


O Olinda Comida Nordestina foi inaugurado em setembro de 1987 com o nome Olinda Carne de Sol, em Taguatinga. De lá para cá, muitas histórias e sabores marcaram o lugar. Criado pelo Sr. Romão Olinda, o restaurante hoje é comandado pelo filho, que recebe o mesmo nome do pai. O restaurante é fruto de um sonho de muito trabalho e desejo de unir as pessoas à mesa para provarem os sabores do sertão e se divertirem ao lado de quem tanto gosta.


Olinda Comida Nordestina


- Asa Sul

Endereço:  CLS 202 Bloco B Loja 38 - Asa Sul

Telefone: (61) 3532-2958

Horário de funcionamento: todos os dias: 11h às 23h

Instagram: @olindacomidanordestina


- Taguatinga

Endereço: CNB 2 Lote 2, Loja 1 - Taguatinga

Telefone: (61) 3562-5177

Horário de funcionamento: todos os dias: 11h às 23h

Instagram: @olindacomidanordestina


Fotos: divulgação

Comments


bottom of page