top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

KRUG INAUGURA VINÍCOLA JOSEPH EM AMBONNAY

Visionário e não conformista, com uma filosofia inflexível, Joseph Krug fundou a Maison Krug em 1843. Sua ideologia ultrapassou os limites da criação de champagne e da arte do blend, seguindo dois princípios fundamentais: qualidade excepcional e a ausência de qualquer hierarquia entre as cuvées. Seis gerações depois, essa visão continua a inspirar o Comitê de Degustação Krug, que permanece comprometido em perpetuar o sonho do fundador. Joseph Krug acreditava que a verdadeira essência do champagne é o prazer em si.

 

A concepção do novo projeto da vinícola Joseph teve início em 2017, destacando o compromisso da Maison Krug em preservar seus valores ao mesmo tempo em que inicia as transformações necessárias para enfrentar os desafios do futuro. O novo local centraliza todas as atividades de vinificação, desde a recepção dos mostos até o engarrafamento. Com um compromisso inabalável com a excelência, o projeto Joseph proporciona as condições ideais para a vinificação, beneficiando tanto os seus colaboradores quanto o meio ambiente. “Levar o sonho de Joseph Krug para o futuro significa respeitar seus princípios fundamentais com as ferramentas e os recursos de hoje e de amanhã”, diz Julie Cavil, cellar master da Krug.

 


Ambonnay, uma escolha que ressona como uma evidência

 

No coração da Montagne de Reims, uma música inconfundível agracia o terroir de Ambonnay, conhecido por seu caráter único e pela qualidade notável de seus vinhedos de Pinot Noir. Um fundador e fonte contínua de inspiração para a Krug desde seus primeiros anos, Ambonnay tem uma história intimamente ligada à da Maison. “Há uma gota de Ambonnay em cada Édition de Krug Grande Cuvée desde a fundação da Maison Krug”, diz Olivier Krug, diretor da Maison Krug e membro da sexta geração da família Krug.

 

O Clos d'Ambonnay foi amor à primeira vista. Após o sucesso de Krug Clos du Mesnil, um champagne nascido de uma única variedade de uva, um único terreno murado e um único ano de colheita, a quinta geração da família Krug sonhou em encontrar outro solista. Notável pela intensidade de sua expressão, o Clos d'Ambonnay tocava uma música encantadora que permaneceu nos ouvidos de Henri e Rémi Krug até que finalmente adquiriram este local único em 1994.

 

Ambonnay também demonstra a profunda afinidade da Krug com a diversidade do terroir de Champagne. De fato, a Maison é frequentemente chamada de "o último viticultor" entre as casas de Champagne. Reunir todas as equipes criativas da Krug no coração do vinhedo foi uma decisão natural, com a promessa de inspiração diária e um magnífico instrumento para criar os champagnes da Maison.

 

Uma aventura humana  

O projeto Joseph é acima de tudo uma aventura humana guiada pelas pessoas talentosas da Krug e por todos aqueles que as apoiaram – arquitetos, engenheiros e artesãos. A construção do novo local ofereceu uma oportunidade única para repensar as práticas diárias, melhorar hábitos, superar restrições e identificar todas as oportunidades de otimização.  

A equipe de gestão do projeto, baseada em vasta experiência em operações de vinificação, passou dois anos desenvolvendo o projeto Joseph, trabalhando em estreita colaboração com a equipe de vinificação da Krug. Discussões extensivas levaram a uma redefinição de métodos, identificação de fluxos de processos ideais e levaram em conta as aspirações mais ambiciosas. Grupos de trabalho passaram centenas de horas analisando gestos, fluxos de trabalho e abordando tarefas fisicamente exigentes. Esses esforços possibilitaram a introdução de medidas inéditas para melhorar o bem-estar, conforto e segurança de todos os colaboradores. “Nossa prioridade é a excelência, criada graças à paixão de todas as pessoas que se uniram para concretizar este projeto notável”, diz Manuel Reman, Presidente e CEO da Maison Krug.

 

Individualidade no coração do savoir-faire 


Um dos princípios fundadores da Krug é a individualidade, a arte de transformar o fruto de cada parcela em um vinho único cujo caráter distinto é levado em conta antes de qualquer decisão de blend. Transmitida por gerações, essa abordagem única inspira uma nova Edição de Krug Grande Cuvée a cada ano, sempre oferecendo uma plenitude de sabores e aromas impossíveis de alcançar com os vinhos de um único ano.

 

Proporcionando um local ideal para manter e vinificar cada elemento separadamente – nas caves e depois nos tanques de vinhos de reserva – Joseph celebra a diversidade de personalidades, honrando Champagne e a diversidade de seus terroirs e vinicultores

Abrangendo cerca de 9.500 metros quadrados de área total, com oito caves independentes, cinco vinícolas subterrâneas e 330 tanques individuais, Joseph reúne as melhores condições possíveis para afinar os instrumentos e trazer à tona a expressão de cada nota, antes de orquestrá-las na música inimitável dos champagnes Krug. 

Testes e ensaios extensivos ao longo dos últimos sete anos culminaram no uso da gravidade para decantar os vinhos, bem como controles independentes de temperatura e umidade em cada uma das oito caves. Os procedimentos de limpeza dos barris foram padronizados, e as ferramentas são agora móveis para garantir a rastreabilidade precisa de diferentes ações.

 

Sustentabilidade no coração do projeto

 

Cada etapa da construção da vinícola Joseph foi meticulosamente considerada, guiada pelo desejo de se harmonizar com o village de Ambonnay e prestar homenagem ao magnífico terroir. O trabalho foi conduzido pela GNAT, especialista em projetos de vinificação, e o escritório de arquitetura AW2 architecture & interiors. Este último trouxe uma compreensão íntima da essência da Maison Krug, como a empresa por trás da deslumbrante renovação da Casa da Família Krug em Reims em 2017.

 

Os dois edifícios foram erguidos verticalmente e estão ligados pelo nível inferior para minimizar o espaço que ocupam e seu impacto visual. Eles têm uma estética contemporânea minimalista palpável, com linhas orgânicas que ecoam a paisagem circundante. Os dois telhados cor de cobre sobre as caves combinam com os das casas próximas. Sua forma curva evoca a técnica de vinificação da Krug em barris. Transposto contra a paisagem original, o local une um rico patrimônio e uma poderosa energia contemporânea. 

A disposição das instalações encarna um espírito semi-urbano, semi-rural, enraizado em uma região vinícola através de uma combinação de materiais nobres e inovadores, incluindo tanto concreto quanto a reutilização de certos elementos originais. A área do terraço, concebida como um belvedere, proporciona um espaço propício à inspiração para as equipes da Krug. Voltado para o campo, a harmonia entre as paredes de pedra e o jardim redesenhado permite que o edifício se integre elegantemente aos vinhedos, com especial importância dada à otimização da luz natural e vistas panorâmicas deslumbrantes de cada sala. 


Certificação de alta qualidade ambiental

 

Fundada há mais de 180 anos com um compromisso inflexível de preservar e nutrir o ofício, a viticultura e o terroir, a Krug sempre incentivou práticas em seus vinhedos que respeitam a natureza e promovem relacionamentos positivos com suas equipes e parceiros.

 

A excelência ambiental é uma prioridade chave para o projeto Joseph. Alcançar a certificação HQE para a nova vinícola Joseph não se tratava apenas de acumular rótulos. Foi uma ferramenta fundamental de gestão de projeto, integrada desde o surgimento do conceito. O HQE fornece um painel para garantir que todas as perguntas certas sejam feitas e que decisões informadas sejam tomadas. Centrada no objetivo de garantir a sustentabilidade a longo prazo de todas as ações empreendidas, esta certificação visa reduzir a pegada de carbono dos edifícios, minimizando seu consumo de energia e água, reutilizando e reciclando resíduos de obras e limitando o impacto ao meio ambiente.

 

Esta certificação continua a guiar todas as decisões de Krug, levando a soluções sustentáveis que beneficiam tanto o bem-estar de suas equipes quanto a biodiversidade do terroir, além de apoiar a economia local. Todos os stakeholders envolvidos na construção assinaram a carta "Obra de Baixo Impacto Ambiental". Isso formaliza um compromisso com o uso de materiais de baixo carbono, desde a reutilização e reciclagem de resíduos até o fornecimento e aquisição locais, além de um design de site dinâmico com materiais sustentáveis que são facilmente acessíveis e podem ser desmontados.

 

A obra foi cuidadosamente adaptada aos ritmos do ambiente circundante, e medidas especiais foram tomadas para mitigar ruídos e perturbações visuais, preservando a calma dos arredores locais e do ecossistema. A Krug também reconhece o tamanho significativo de seus edifícios e a necessidade de uma regulação térmica eficiente, garantindo assim uma gestão rigorosa do consumo de água e energia. Graças à escolha de concreto e materiais com propriedades térmicas eficientes, o edifício demonstrou isolamento excepcional durante verificações de rotina. Além disso, um sistema natural de "resfriamento livre" limita o uso de ar-condicionado, e todas as torneiras de água e iluminação estão equipadas com detectores de movimento. O uso de combustíveis fósseis foi eliminado, e há um sistema de recuperação de água da chuva. O projeto de construção e o design do local foram premiados com a certificação HQE, obtendo uma classificação "excepcional". Compromissos no âmbito da certificação de qualidade ambiental HQE priorizam o conforto e a saúde dos futuros ocupantes, conforme os padrões mais exigentes. A umidade, o conforto acústico e visual, bem como as condições de segurança dos espaços atendem a normas precisas e são regularmente monitoradas.

 

Levando a Maison a novos horizontes, o local perpetua o espírito visionário de seu fundador. Krug conseguiu criar um espaço sob medida, em harmonia com seu ambiente natural e humano, dedicado ao savoir-faire e ao compromisso com a tradição. O local oferece às gerações futuras as chaves para continuar a orquestrar o eterno sonho de Joseph Krug e a celebrar a mais generosa expressão do champagne.


Fotos: divulgação

Comments


bottom of page