• Viviane Campos

Vinícola Aurora estima safra 15% maior e excelente qualidade da matéria-prima

Volume deverá chegar a 70 milhões de quilos de uva, produzidas por 1,1 famílias associadas, em 11 municípios da Serra Gaúcha


A safra de uvas 2021 já iniciou na Aurora, a maior vinícola do país. No ano em que celebra nove décadas de fundação, a empresa com sede em Bento Gonçalves deve ter mais uma vindima histórica em qualidade. A expectativa é que sejam colhidos, aproximadamente, 70 milhões de quilos da fruta, volume cerca de 15% maior em relação ao ano anterior. A maior quantidade de uvas deve ser recebida entre os dias 8 e 16 de fevereiro. Com a safra 2021, a estimativa é que mais de 50 milhões de litros de bebidas, entre vinhos, espumantes, sucos e coolers, sejam elaborados pela Vinícola Aurora.


Entre as primeiras variedades de uvas colhidas estão as Chardonnay e Pinot Noir, destinadas à elaboração de vinhos e espumantes, e as BRS Magna, Isabel Precoce, Concord Precoce, Bordô e BRS Violeta, que serão utilizadas para suco de uva e vinho de mesa. A safra deste ano deverá ser concluída na metade de março, com as variedades tardias, como Moscato Branco, Cabernets e BRS Carmem.


No total, mais de 60 cultivares da fruta estão sendo produzidas pelas 1,1 mil famílias associadas à Vinícola Aurora. Entre as principais variedades, destaque para as uvas Merlot, Cabernet Sauvignon, Chardonnay e Pinot Noir (Vitis Viniferas) e Isabel, Concord, Seibel e Bordô (Americanas e Híbridas).


Ao todo, a produção dos cooperados soma 2,8 mil hectares em 11 municípios da Serra Gaúcha: Bento Gonçalves, Cotiporã, Farroupilha, Garibaldi, Guaporé, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira, Santa Tereza, São Valentim do Sul, Veranópolis e Vila Flores. Todas as propriedades estão no raio de 50 quilômetros da unidade industrial da vinícola, o que garante melhor frescor da fruta e evita a fermentação indesejada. Os cultivos são acompanhados durante o ano pelas equipes técnicas agrícola e enológica da Aurora.


“Foi um ano atípico na Serra Gaúcha, com forte estiagem entre a primavera e o verão, o que gerou algumas perdas, mas nada que comprometesse o volume. Por outro lado, isso proporcionou uma ótima sanidade nas frutas e, consequentemente, uma excelente qualidade, que vem se mantendo”, explica Maurício Bonafé, coordenador agrícola da Vinícola Aurora. Entre as três unidades de vinificação de Bento Gonçalves, a empresa recebe, em média, 2,5 milhões de quilos de uva por dia.

Historicamente, a produção da Vinícola Aurora representa entre 10% e 15% da safra gaúcha, a maior do país. Em 2020, a Aurora colheu 61,9 milhões de quilos de uva para processamento, representando 12,25% da vindima no Rio Grande do Sul (504,9 milhões de quilos).


A safra de uvas na Aurora nos últimos anos: 2014 - 57 milhões de quilos de uva 2015 - 65,5 milhões de quilos de uva 2016 - 33,6 milhões de quilos de uva 2017 - 71,5 milhões de quilos de uva 2018 - 61,8 milhões de quilos de uva 2019 - 68,2 milhões de quilos de uva 2020 - 61,9 milhões de quilos de uva

FOTO Legenda: A Chardonnay é uma das primeiras uvas colhidas. Variedade será utilizada para elaboração de vinhos e espumantes Crédito: Dandy Marchetti, divulgação