• Viviane Campos

Vinícola Aurora completa 91 anos projetando alcançar o primeiro bilhão de faturamento até 2025


Empresa celebra a data com crescimento de 6,5% em 2021. Vinícola é líder de mercado em vinhos finos, sucos integrais e cooler, e reforça trabalho de inovação que vai do campo à gôndola




O dia 14 de fevereiro apresenta motivos mais do que suficientes para um brinde com vinho, espumante ou suco de uva da Vinícola Aurora. É na data em que celebra 91 anos que a empresa projeta atingir até 2025 o seu primeiro bilhão de faturamento anual e anuncia crescimento de 6,5% nas vendas em 2021 na comparação com o ano anterior. É o terceiro ano consecutivo em que a Aurora atinge o melhor desempenho da sua história.

Entre os produtos que ajudaram a chegar aos R$ 746 milhões negociados, o grande destaque foi o espumante tipo Moscatel, com a venda de 3,7 milhões de garrafas. O volume representa um aumento de 29% em relação à 2020. Já no mercado externo mais recordes: a Aurora fechou o ano com a comercialização de mais 1,5 milhão de litros para 21 países, o que significou num inédito incremento de 88% no faturamento e de 89% em volume. O principal destino foi o mercado asiático.

Atualmente, 1.092 famílias associadas e mais de 600 funcionários compõem o quadro cooperativo e empresarial da Vinícola Aurora. Para atingir os números de vendas registrados em 2021 e projetar metas ainda mais audaciosas para os próximos anos, a companhia tem apostado em iniciativas inovadoras e sustentáveis. As ações iniciam no campo, passam pela indústria com a elaboração de produtos com qualidade cada vez maior e chegam ao consumidor, com canais de distribuição em todos os 26 estados brasileiros, no Distrito Federal e nos cinco continentes.

Para 2022, o diretor superintendente da Vinícola Aurora, Hermínio Ficagna, prevê uma expansão de cerca de 5%, apostando em lançamentos de novos produtos, em embalagens alternativas, no enoturismo e em plataforma de e-commerce própria, que será apresentada até o mês de março pela empresa. “O ano de 2021 foi desafiador e 2022 não será diferente, pois o cenário econômico ainda se apresenta com muitas incertezas e inseguranças. Mesmo com estas dificuldades, buscamos repetir e até ampliarmos o desempenho que tivemos nos dois anos anteriores. Vamos seguir trabalhando fortemente junto às equipes de venda, na atenção à matéria-prima e em estratégias de mercado para atingirmos essas projeções otimistas, visando os objetivos até 2025 e também projetando o centenário da cooperativa em 2031”, relata. Lançamentos marcam 91 anos Para marcar os 91 anos da empresa, a Aurora apresenta novos rótulos que deverão chegar ao mercado ainda no primeiro semestre. Entre eles, destaque para o terceiro vinho da linha Gran Reserva, o tinto Touriga Nacional safra 2020, e para o vinho branco Riesling Itálico com Indicação de Procedência (I.P.) Pinto Bandeira 2021. Também será lançado o segundo lote do exclusivo espumante Gioia I.P. Pinto Bandeira Sur Lie Nature, elaborados com vinho base da safra 2017.

A Aurora também apresentará novidades para produtos como o suco de uva gaseificado e para outro item em que lidera o mercado, o clássico Keep Cooler, que completa 35 anos de circulação em 2022.

A Vinícola Aurora lança, em média, cinco produtos por ano. Ao todo, são mais de 220 no portfólio da cooperativa, que estão divididos em 14 linhas: Aurora, Pequenas Partilhas, Casa de Bento, Gioia, Conde de Foucauld, Reservado Marcus James, Keep Cooler, Sangue de Boi, Country Wine, Maison de Ville, Saint Germain, Prestige, Brazilian Soul (marca destinada ao mercado externo) e Clos des Nobles.

Safra 2022 deverá ultrapassar 65 milhões de quilos Após um período de incertezas acerca da safra 2022 em função da estiagem que acomete o estado do Rio Grande do Sul, a colheita deste ano deverá ultrapassar os 65 milhões de quilos, podendo até mesmo chegar aos 70 milhões de quilos na Vinícola Aurora. O volume é semelhante ao registrado em 2020, considerada a safra das safras no quesito qualidade, e 27,7% menor na comparação com o ano passado, que chegou ao número recorde de 90 milhões de quilos.

“A safra 2022 não vinha se desenhando muito bem até iniciarmos a colheita. Após, tivemos a incidência de chuvas que minimizaram a situação em algumas regiões, fazendo com que a uva tivesse uma leve recuperação. Dentre as variedades americanas e híbridas, como a Bordô, a Isabel Precoce, a BRS Magna e a BRS Violeta, a safra está superando as expectativas, principalmente no teor de açúcar”, garante o presidente do Conselho de Administração da Vinícola Aurora, Renê Tonello.

O presidente, que assim como os demais cooperados também é viticultor, adianta que entre as variedades viníferas, a Chardonnay, a Pinot Noir, a Malvasia de Candia Aromática e a Riesling Itálico têm se apresentado num padrão de qualidade superior à média dos últimos anos. De olho no social e na sucessão rural Rumo ao centenário, a Vinícola Aurora trabalha, cada vez mais, no incentivo à sucessão rural e na ampliação qualificada do quadro de associados. O presidente Renê Tonello explica que programas como Menor Aprendiz do Campo, Conselho Júnior e Mulheres Aurora Empreendedoras (MAE) são atividades desenvolvidas com o objetivo de valorizar, preparar e formar um quadro social para que todos se sintam parte da “Família Aurora”.

“O Programa Menor Aprendiz do Campo é o melhor exemplo da preocupação da Cooperativa Vinícola Aurora com a continuidade da atividade na viticultura. Atualmente, a permanência do jovem no campo está diretamente relacionada ao uso de novas tecnologias, de novas formas de executar as atividades necessárias à produção. A concomitância do ensino teórico na sala de aula com as práticas na propriedade possibilita um aprendizado completo para a adoção dessas novas tecnologias e assim estimula a continuidade ao ofício da viticultura, garantindo o futuro não só da propriedade, como também da cooperativa”, finaliza o presidente.

FOTO: Emerson Ribeiro