• Viviane Campos

Vinícola Aurora comemora 90 anos com crescimento de 26% nas vendas

Empresa chega à data consolidada como líder de mercado de vinhos finos, suco de uva e coolers, e com faturamento histórico de R$ 701 milhões. Em 2020, vendas de vinho fino representaram 40% do total comercializado pelas vinícolas brasileiras


A Vinícola Aurora completa 90 anos no dia 14 de fevereiro com motivos de sobra para comemorar. Líder de mercado em vinhos finos, em suco de uva e em coolers, a empresa fechou o ano de 2020 com crescimento de 26% nas vendas de todos os produtos na comparação com 2019 e com faturamento de R$ 701 milhões, o maior da história da empresa, resultado da comercialização de 81 milhões de litros.

No ano em que os brasileiros fizeram com que o consumo per capita de vinho aumentasse de menos de 2 litros para 2,8 litros, a Aurora vendeu 4,2 milhões de caixas do produto, somando vinho fino e de mesa, com destaque para o crescimento de 100% na comercialização de vinhos finos em relação a 2019, com a venda de 9,7 milhões de litros. Esse volume representa 40% do total de vinhos finos brasileiros comercializados em 2020 (24,2 milhões de litros). Foram vendidas, ainda, 823 mil caixas de espumantes e 724 mil caixas de Keep Cooler. Confirmando a liderança na categoria de suco de uva integral, a cooperativa registrou a marca de 5,3 milhões de caixas da bebida, um aumento de 17% na comparação com o ano anterior. As vendas para o mercado externo também mereceram destaque em 2020. Foram exportados 868,2 mil litros dos produtos da Aurora, somando vinhos, espumantes, sucos de uva e coolers, o que significa uma alta de 47,6% em relação ao ano anterior. As bebidas foram vendidas para 18 países. A China foi o principal destino, seguida por Holanda, Paraguai, Haiti, Estados Unidos e Japão. Mas não são apenas os números que traduzem a trajetória de sucesso da Vinícola Aurora. Para o diretor superintendente, Hermínio Ficagna, é a dedicação das 1,1 mil famílias cooperadas, dos mais de 500 funcionários e também da direção da empresa a receita para a superação dos desafios impostos em 2020. “A Aurora chega aos 90 anos podendo se orgulhar desta caminhada. O ano de 2020 provou que existem valores que vão além do resultado comercial, de negócios, mas que é fundamental termos empatia, valorizarmos as pessoas que fazem a história da nossa empresa. Muitas delas escreveram páginas importantes e chegamos ao capítulo dos 90 anos revigorados, reforçando esse espírito cooperativista, mas também focados nos avanços tecnológicos, na busca cada vez mais constante pelo aprimoramento dos nossos produtos e pelo estreitamento da relação da empresa com o consumidor”, sintetiza.



O presidente do Conselho de Administração da Vinícola Aurora (biênio 2020-2022) e viticultor associado à cooperativa, Renê Tonello, corrobora com o diretor superintende e complementa: “A Aurora é feita de pessoas para pessoas. Somos uma verdadeira família, querendo sempre ajudar uns aos outros. Há associados que estão na quarta, quinta geração. Famílias que viram a Aurora nascer em 1931. Ver a empresa chegar aos 90 anos é motivo de orgulho para todos nós.” A excelência manifestada pelos dirigentes resultou na conquista de 731 medalhas em concursos nacionais e internacionais chancelados pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), que faz com que a Aurora seja a vinícola mais premiada do Brasil. Para ilustrar a busca constante por novidades, a empresa lança, em média, cinco produtos por ano. A Aurora também investe na elaboração de vinhos de diferentes regiões produtoras e prepara outras novidades que chegarão à mesa dos consumidores ainda neste semestre. “São produtos que expressam diferentes terroirs, que valorizam as variedades mais emblemáticas de cada região e que são voltados para os diferentes públicos e mercados. Teremos novos rótulos para os consumidores do suco de uva, novos produtos premium e também nos produtos de maior volume”, informa Ficagna. Entre as novidades que serão apresentadas no nonagenário da empresa está um vinho comemorativo, que deverá chegar ao mercado ainda no primeiro trimestre. Em 2020, a Vinícola Aurora envasou mais de 80 milhões de litros entre todos os produtos, divididos em 220 itens que compõem o portfólio das 13 marcas. Atualmente, os vinhos, espumantes, sucos de uva, destilados e cooler estão em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro lideram o ranking de vendas da empresa. Em função da pandemia da Covid-19 não será realizado evento em comemoração pelo aniversário da empresa. Safra 2021 deverá repetir excelência Assim como ocorreu em 2020, a vindima na Vinícola Aurora deverá ser histórica em qualidade e as primeiras uvas recebidas estão corroborando com esta previsão. A estimativa é que sejam colhidos mais de 70 milhões de quilos da fruta, o que representa um volume cerca de 15% a 20% maior em relação ao ano anterior. A maior quantidade da matéria-prima será recebida em plena semana de comemoração pelos 90 anos, entre os dias 8 e 16 de fevereiro. Com a safra 2021, devem ser elaborados mais de 60 milhões de litros de bebidas, entre vinhos, espumantes, sucos e coolers. A agricultura familiar é a base de sustentação do negócio: mais de 60 variedades de uvas Vitis Vinifera, Americanas e Híbridas são cultivadas pelos 1,1 mil associados em 2,8 mil hectares nas cidades de Bento Gonçalves, Cotiporã, Farroupilha, Garibaldi, Guaporé, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira, Santa Tereza, São Valentim do Sul, Veranópolis e Vila Flores. Todas as propriedades ficam num raio de até 50 quilômetros da unidade industrial da vinícola, o que garante melhor frescor da fruta e evita a fermentação indesejada. Durante a vindima, as três unidades da empresa chegam a receber 2,5 a 3 milhões de quilos da fruta por dia. VINÍCOLA AURORA EM NÚMEROS

Agricultura familiar:1,1 mil famílias associadas; ∙ 2,8 mil hectares de área cultivada em 11 municípios da Serra Gaúcha: Bento Gonçalves, Veranópolis, São Valentim do Sul, Guaporé, Cotiporã, Monte Belo do Sul, Santa Tereza, Pinto Bandeira, Vila Flores, Farroupilha e Garibaldi; ∙ Mais de 60 variedades de uvas cultivadas. Entre as principais: Merlot, Cabernet Sauvignon, Chardonnay e Pinot Noir (Vitis Viníferas) e Isabel, Concord, Seibel e Bordô (Americanas e Híbridas); ∙ Previsão para a safra 2021: mais de 70 milhões de quilos de uva, representando de 10% a 15% da estimativa estadual;

Estrutura:Três parques industriais em Bento Gonçalves (Matriz, Unidade 2 e Vinhedos) e uma unidade de produção em Pinto Bandeira; ∙ 135 mil metros quadrados de área construída no município de Bento Gonçalves; ∙ Capacidade de recebimento de uva nas unidades industriais: 2,5 a 3 milhões de quilos por dia; ∙ Tanques de aço inox com capacidade de estocagem de 74 milhões de litros; ∙ 375 barricas de carvalho francês e americanos; ∙ 500 funcionários; ∙ Presidência do Conselho de Administração da Vinícola Aurora (2020-2022): Renê Tonello (presidente), Celito César Bortoli (vice-presidente) e Tiago Fronza Frare (secretário);

∙ Diretor superintendente da Vinícola Aurora: Hermínio Ficagna; ∙ Responsável pela vinificação: Flavio Zilio (enólogo-chefe).

Comercializações:R$ 701 milhões em faturamento em 2020, que representa um crescimento de 26% em relação ao ano de 2019 e, pelo segundo ano consecutivo, melhor desempenho da história da empresa; ∙ Mais de 80 milhões de litros envasados em 2020. ∙ Produtos vendidos para todos os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal, sendo São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro os principais compradores; ∙ 868,2 mil litros exportados para 18 países, sendo China, Holanda, Paraguai, Haiti, Estados Unidos e Japão os principais compradores; ∙ Escritórios administrativos no Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro e representantes comerciais em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal; ∙ Representes comerciais na China, nos Estados Unidos e em Portugal, além de importadores em outros países; ∙ 220 produtos, divididos em 13 linhas: Aurora, Pequenas Partilhas, Casa de Bento, Conde de Foucauld, Reservado Marcus James, Keep Cooler, Sangue de Boi, Country Wine, Maison de Ville, Saint Germain, Prestige, Brazilian Soul (marca destinada ao mercado externo) e Clos des Nobles; ∙ Líder de mercado nacional nas categorias vinhos finos, suco de uva integral e coolers.

Enoturismo:Pioneira no enoturismo na Serra Gaúcha (1967); ∙ 109,3 mil visitantes em 2020: redução de 46% em relação a 2019, quando 202,4 mil turistas visitaram a Vinícola Aurora. A retração ocorreu em função da pandemia da Covid-19 e das restrições às visitas, com limitação do número de pessoas, além do período em que o receptivo turístico permaneceu fechado. Premiações:Vinícola mais premiada do país, com 731 condecorações conquistas em concursos brasileiros e internacionais, sendo 29 em 2020, em certames como Decanter Word Wine, Muscats du Monde, Catad’Or, Effervercents Du

Monde, Brazil Wine Challenge, entre outros.


Fotos: Wagner Meneguzzi Dandy Marchetti/Divulgação, André Majola

Monde, Brazil Wine Challenge, entre outros.

©2019 by Gastronomia BSB. Proudly created with Wix.com