• Bárbara Soares

Sobre a Sherry Week 2020


Del Maipo promove degustação exclusiva de Jerez em Brasíla.


Bárbara Soares


A primeira semana do mês de Novembro é marcada no mundo inteiro pela celebração em homenagem ao vinho fortificado Jerez também conhecido como Xérès ou Sherry. Centenas de eventos, ações, promoções e interações entre os apreciadores desta bebida milenar, bem como vários profissionais do ramo são responsáveis por difundir esta cultura ainda pouco explorada, infelizmente.


Mas do que se trata Jerez? É um vinho fortificado que passa por um processo de envelhecimento em método Solera obrigatoriamente em botas (barricas) de carvalho americano (o que irá proporcionar visual, aroma e sabor com diferentes complexidades) cujas características distintas serão perceptíveis de acordo com cada denominação diferente, porém oriundas da mesma origem, são elas: Manzanilla (Sanlúcar de Barrameda), Fino, Amontillado, Palo Cortado, Oloroso e Pedro Ximénez. A Denominação de Origem foi criada em 1935, na qual a Zona de Crianza envolve três regiões formando assim um triângulo: Jerez de la Frontera, El Puerto de Santa Maria e Sanlúcar de Barrameda. Cada qual com suas particularidades, porém todos extremamente gastronômicos harmonizando com diversas opções tanto salgadas quanto doce


Jerez é inacessível? Jerez é um vinho de sobremesa? Podemos discordar de ambas perguntas. Cada tipo de Jerez possui sua característica, bem como preço e complexidade diferente. Temos Jerez mais simples e acessíveis (como o Manzanilla e Fino – possuem cor clara e apenas um processo de fermentação: biológico), os mais complexos (como o Amontillado e Oloroso – possuem cor âmbar e dois processos de fermentação: biológico e oxidativo) e os mais valorizados comercialmente (Palo Cortado – cor castanho médio a mogno e Pedro Ximénez – cor castanho escuro e este último exclusivamente com envelhecimento oxidativo).



Na semana passada celebramos a “Sherry Week 2020” pela primeira vez em Brasília. Tivemos a oportunidade de participar de uma degustação exclusiva promovida pela Del Maipo Importadora em parceria com a Wine Consulting e o Blog Vinho Capital. Na oportunidade, o Sommelier da Del Maipo, Eugênio Cue Bueno e o Diretor da importadora Cyro Torres Junior, comandaram a degustação promovendo muita informação numa atmosfera intimista, personalizada e descontraída.





As harmonizações foram promovidas pela Haciendas Reserva (referência em qualidade dos embutidos).


Foram degustados os seguintes vinhos da Bodega Diez Merito localizada em Jerez de la Frontera, Andalucia – Espanha:



1) PEMARTÍN FINO – 15% de teor alcoólico: elaborado com a uva Palomino, entregou aroma floral aliado a uma acidez perfeita para harmonizar com ensopados vegetarianos leves e sopa de mariscos.



2) VICTORIA MANZANILLA SELECCIÓN – 15% de teor alcoólico: elaborado com o mosto da uva Palomino entregou além do típico floral remetendo a camomila, altas notas de salinidade promovendo em boca um leve salgado (características típicas do solo Albariza – rico em carbonato de cálcio, vulgo pó de giz). Com o adocicado e untuosidade do queijo Manchego fez bom contraste promovendo grande complementação de aromas e sabores.



3) PERMARTÍN AMONTILLADO – 18% de teor alcoólico: elaborado com o mosto da uva Palomino completamente fermentado. Harmoniza bem com queijos azuis (Gorgonzola), atum, elementos umami (cogumelos, alcachofra, palmito) e queijos semi-curados.




4) PEMARTÍN OLOROSO – 18% de teor alcoólico: elaborado com o mosto da uva Palomino completamente fermentado. Harmoniza muitíssimo bem com pratos potentes em gordura, tais como costela bovina e rabada. Com o Jamón Serrano faz um ótimo contraste. Bom para finger food típica espanhola com caráter agridoce: figos frescos com jamón serrano e mel florada laranjeira.



5) PEMARTÍN PEDRO XIMÉNEZ – 15% de teor alcoólico: elaborado através das uvas super maduras Pedro Ximénez que são secas ao sol para obter um mosto concentrado e riquíssimo em açúcar. Muitos elementos de frutas secas como passas, figos e tâmaras além de notas de mel e geleia de frutos do bosque. Sutis nuances de café, cacau e chocolate também foram identificadas. É uma sobremesa líquida! Interessantíssimo para harmonizar com queijo de cabra promovendo maior riqueza de contraste.



E para a nossa surpresa, tivemos a grande oportunidade de degustar:


6) VICTORIA REGINA OLOROSO – V.O.R.S. – 30 ANOS – 20% de teor alcoólico: elaborado com o mosto da uva Palomino completamente fermentado, oxidado e envelhecido. Complexo, intenso com vários elementos rústicos em evidência, tais como: couro e elementos de estrebaria. Nuances adocicadas de baunilha promoveram equilíbrio frente a complexidade.



Todos estes vinhos são importados pela Del Maipo Importadora e até o dia 15/11/20 estarão em promoção na Wine Consulting. Consulte através do perfil @wine.consulting no instagram e garanta já o seu!


Vejam abaixo 1 sugestão de harmonização com Jerez ( acervo pessoal).


Bruschetta de Jamón Serrano com figos frescos, queijo feta, broto de beterraba e redução de balsâmico.


Lembre-se: ouse sempre! Deguste e fuja do convencional. Sirva um Jerez e se encante com a sua incrível complexidade. Saúde e até a próxima!


Fotos e texto: Bárbara Soares

©2019 by Gastronomia BSB. Proudly created with Wix.com