top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

Simone Ristorante sedia o Barbera Rosso Cooking Show com vinhos Barbera da região de Costigliole D’A

Uma experiência enogastronômica única está programada para o dia 4 de novembro, proporcionada pelo Consorzio della Barbera, com vinhos da região de Costigliole D'Asti em parceria com o autêntico restaurante piemontês Simone Ristorante, liderado pelo talentoso chef Simone Parattella. O Simone foi o único no Brasil a ser escolhido para sediar o evento mundial Rosso Barbera Cooking Road Show, onde apreciadores de grandes Barberas do Piemente terão a oportunidade de degustar uma seleção exclusiva de rótulos de alta gama dessa denominação, harmonizados com pratos especialmente preparados para a ocasião. Servido durante almoço e jantar o menu harmonizado incluirá quatro tempos, ao custo de R$ 319,00 por pessoa e a harmonização R$ 290,00 por pessoa. 


Vinhedos no Piemonte


Costigliole d'Asti representa, historicamente e geograficamente, o local ideal para contar a história da uva e do vinho Barbera. Já na Idade Média, sempre teve vocação para o cultivo da vinha, demonstrando desde cedo peculiaridades de clima e terroir dentro do Monferrato, parte da região do Piemente, Norte da Itália, e um dos distritos vitivinícolas mais importantes da Itália. A região também tem uma forte tradição literária, incluindo o poeta e dramaturgo Vittorio Alfieri do século XVIII e Umberto Eco. O território é dividido em dois pelo rio Tanaro. A parte norte (o baixo Monferrato), que fica entre esse rio e o Po, é uma área de suaves colinas e planícies. A parte sul (o alto Monferrato) se eleva das margens do Tanaro até as montanhas dos Apeninos e o divisor de águas entre o Piemonte e a Ligúria. 



Desde 2014, o Monferrato, junto com Langhe e o Roero é Patrimônio Mundial da Humanidade pela viticultura. O reconhecimento da UNESCO atesta, em todo o mundo, o vínculo ancestral entre o cultivo da vinha e o homem que, nessas colinas, desenvolveram know-how que hoje é uma cultura e patrimônio de todos.



Vinhos que serão degustados 

 

Os participantes do evento terão a oportunidade de degustar quatro Barberas premium, cada um com características únicas, refletindo a excelência da vinicultura da região do Piemonte:

 

Barbera D’Alba 2021 Pio Cesare: Este vinho é um exemplo clássico da elegância e complexidade que a uva Barbera pode atingir. Com notas de frutas vermelhas maduras e um toque sutil de especiarias, este vinho encanta pelo seu equilíbrio e final longo e suave.

 

Barbera D’Alba 2019 Bruno Giacosa: Bruno Giacosa é um dos nomes mais respeitados no mundo do vinho italiano, e seu Barbera não é exceção. Este vinho revela intensidade aromática, com destaque para frutas vermelhas frescas e uma acidez vibrante, típica da variedade.

 

Barbera D’Alba 2018 Cesare Bussolo: Produzido por uma vinícola familiar dedicada à expressão autêntica do terroir piemontês, este Barbera apresenta uma combinação encantadora de frutas vermelhas e notas florais, com um paladar fresco e elegante.

 

Barbera D’Asti 2018 Coppo: A vinícola Coppo é reconhecida por seus Barberas de alta qualidade, e este vinho não decepciona. Com uma estrutura sólida e sabores ricos de cereja e ameixa, ele proporciona uma experiência degustativa memorável



Rosso Barbera Cooking Road Show



Todos os anos, na primeira semana de novembro (este ano de 3 a 6), nas salas históricas do castelo, acontece o evento “RossoBarbera”, que, com mais de 200 produtores e mais de 400 rótulos, oferece a maior degustação dedicada a esse vinho. Mais de 2000 entusiastas de toda a Itália e do exterior participam deste evento, que exibe todas os tipos de Barbera.



Os locais de degustação dos aclamados rótulos são gerenciados pelos sommeliers AIS (a mais importante associação de sommeliers da Itália), que, além do serviço, garantem uma divulgação qualificada aos entusiastas do vinho. 



Este ano, o RossoBarbera Road Show, visando uma promoção cada vez mais internacional, decidiu envolver, em colaboração com o ICIF, os mais importantes restaurateurs do mundo, selecionando-os entre aqueles que têm em sua equipe (proprietário ou colaborador) um chef que tenha concluído um mestrado em culinária italiana no ICIF.


 


Serra Lunga D'Alba, Langhe - Piemonte, berço do Simone Ristorante e seu chef Simone Paratella


Sobre Costigliole D'Asti


Com 1.098,73 hectares cultivados com videiras, Castigliole D'Asti é o segundo município com maior cultivo de uvas no Piemonte. Historicamente, é a cidade no mundo com a maior área cultivada com Barbera. Atualmente, existem cerca de 260 empresas produtoras desse vinho, operando em 567,5 hectares. Em 2020, o município promoveu a criação de “Noi di Costigliole d’Asti”, que hoje, com mais de 40 empresas, é a associação de produtores de Barbera mais significativa e numerosa.



Em Castigliole d’Asti (no castelo), também estão sediados o “Consorzio Barbera d’Asti e Vini del Monferrato”, que realiza atividades de proteção e promoção da Barbera, e o ICIF (Italian Culinary Institute for Foreigners), a escola de culinária italiana mais conhecida no mundo, com mais de 8000 chefs formados desde 1991.


 

Barbera: Uma Jóia do Piemonte

 

Originários da região do Piemonte, no noroeste da Itália, os vinhos Barbera são conhecidos por sua acidez vibrante, sabores de frutas vermelhas e versatilidade na harmonização com alimentos. A uva Barbera, uma das mais cultivadas na Itália, encontra no terroir piemontês as condições ideais para expressar sua verdadeira essência. Já o Consorzio della Barbera é uma associação dedicada à promoção e proteção dos vinhos Barbera. Com representantes ao redor do mundo, o Consorzio organiza eventos para destacar a qualidade e diversidade desses vinhos excepcionais. Para este evento em São Paulo, o Simone Ristorante foi escolhido como representante, trazendo a autenticidade e paixão pela culinária piemontesa para o coração do Brasil.




Sobre o chef Simone Paratella 


Simone Pietro Paratella nasceu em Alba em 1984. Estudou gastronomia no castelo de Barolo com apenas 14 anos, e entre seus mestres, contou com os chefs Bertolino, Piumatti e Sampó.



A partir da segunda semana de escola, já ingressa na cozinha do restaurante do chef Gianni Colombo, onde aprende os fundamentos da gastronomia italiana/piemontesa . Permanece com Colombo por 3 anos e depois muda-se para a cozinha do famoso chef Enrico Bertolini com o qual aprende a alta cozinha italiana. Depois de adquirir conhecimentos técnicos da gastronomia, ele volta a estudar e descobre a ciência. Forma-se em Nápoles e estuda química na Universidade MFC, em Torino. Àquela época trabalhava aqui e ali entre os vários restaurantes do Langhe. Entre estes "la Coccinella" em Serralunga, o Corte Albertina em Pollenzo e em Monforte, com o estrelado chef Walter Einard.


 

Após 12 anos na cozinha, faz uma pausa e abre a empresa Melanghe de excelência italiana especializada em produtos para a mais alta gastronomia. Ia de casa em casa em Langhe vendendo azeite extravirgem para as famílias de Alba. Neste período, em uma fazenda, ele resgata uma cadela moribunda "Beatrice", descobrindo-se mais tarde que era uma farejadora de Tartufo, a jóia de Alba. Especializa-se, tira a licença e torna-se também caçador de trufas "Trifolato" por paixão .


 

A vida em Langhe era monótona, e um dia de maio, com uma mochila, facas e um avental, aos 28 anos, ele deixa a Itália e parte sozinho para descobrir o mundo. Inicia na Inglaterra e na Escócia, e viaja pela Europa cozinhando. Mas é em Londres que encontra a sua segunda casa. Trabalha com nomes e casas que vão de Mark Askew, Philip Howard, Lee Cadden, Aikens, a Gordon Ramsay, Marcus e Palazzolo.


 

Por fim, monta o Grupo Al Dente em Londres com Filippo Antinori (herdeiro da Vinícola Antinori) e sócios, onde passa o último período na Inglaterra antes de se mudar para o Brasil, em Belo Horizonte. Em plena pandemia, ele se casa, constitui família e cultiva a terra na casa do sogro – são 500 m de horta com infinitas variedades de hortaliças. Abre o PastaLAB, cozinha experimentando o menu do jardim e cria suas próprias receitas.


 

Hoje assina novo restaurante em São Paulo, que leva seu nome.


 

EndereçoR. Pedroso Alvarenga, 677 - Itaim Bibi, São Paulo - SP, 04531-011

Horário de funcionamento:Terça a Sexta, das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 23h00.

Sábado: das 12 às 16h00 e das 19 às 23h00.

Telefone(11) 99234-0632


Fotos: divulgação

Comments


bottom of page