top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

Porto a Porto comemora 25 anos com evento exclusivo

Importadora aproveitou para lançar novidades do portfólio, como Barolo, Barbaresco e Riesling





Na última quinta-feira, dia 17, Brasília recebeu a Wine Tasting Porto a Porto 25 anos edição Brasília, uma feira de vinhos e produtos gastronômicos de diferentes países trazidos ao Brasil por uma das maiores importadoras do país e que acaba de completar 25 anos.Grandes vinhos como Barolo, Barbaresco, Riesling alemão, e champagnes foram apenas algumas das novidades que a empresa apresentou a enófilos e especialistas do setor.


Cerca de 300 pessoas, entre jornalistas, sommeliers, lojistas, donos de restaurantes e mercados, passaram pela feira que contou com cerca de 200 rótulos de países como França, Itália, Espanha, Chile, Portugal, Argentina, África do Sul, Uruguai, além de lançamentos do Líbano e Alemanha.


Além dos vinhos, outros produtos da importadora, como massas, risotos, polentas, azeites, antepastos, da marca Paganini, também representada no Brasil pela Porto a Porto, também foram degustados. Foram montadas três ilhas de degustação comandadas por chefs da cidade, como Celso Jabour, proprietário de um dos buffets da cidade, Babi Frazão, embaixadora da Paganini e Renata La Porta, proprietária do espaço onde aconteceu o evento.


O evento teve ainda a participação de produtores e representantes internacionais das vinícolas Marqués de Tomares, Caves Messias, Carmim, Santa Carolina, Norton, Moillard, Cellaro, Luccarelli, Sperone, Alambrado, João Portugal Ramos, Premium Fincas, Alfredo Rocca, Punctum, entre outras.


Novidades do Piemonte


Uma das novidades mais apreciadas pelo público foi a conceituada linha da Michele Chiarlo, vinícola com selo de sustentabilidade fundada em 1956 em Calamandrana, pequena cidade localizada na província de Asti, no coração da produção vitivinícola piemontesa, no noroeste da Itália.Entre os rótulos que se destacam pela elevadíssima qualidade está o Barbera d’Asti DOCG Palás 2021, um vinho fresco e elegante, com passo de três meses em aço inox, que apresenta aromas de frutas vermelhas; o Barbaresco DOCG Palás 2018, produzido com a uva Nebbiolo, rico em aromas complexos de frutos vermelhos, pimenta-verde e especiarias finas. Esse vinho amadurece por dois anos, sendo 18 meses em pipas de carvalho.


O Barolo DOCG Palás 2018, de uvas Nebbiolo dos vinhedos dos terroirs de Monforte, Verduno e La Morra, revelou aromas muito complexos de frutos de bosque, alcaçuz e tabaco, com notas balsâmicas. Em boca, é amplo, de excelente estrutura, taninos macios e final prolongado.Apesar de ainda jovem e com longevo potencial de envelhecimento, o vinho já está redondo e pronto para beber. O amadurecimento mínimo é de três anos,sendo 24 meses em pipas de carvalho.



Vinhos alemães de ótimo custo-benefício


A Alemanha é uma das mais antigas regiões vinícolas do mundo, com uma gama de vinhos bastante ampla, que vai do estilo seco ao meio doce.

Grande parte da produção alemã é voltada ao mercado interno e poucas vinícolas conseguem se destacar fora do país. A linha OH, que recebe o nome da família fundadora da vinícola Oscar Haussmann, na região de Rheinhessen, ao sudoeste de Frankfurt e às margens do rio Reno, também foi apresentada no evento.

Entre os rótulos que mostraram toda a tipicidade e o frescor do terroir alemão estavam o Riesling Dry, um branco seco com aromas cítricos que lembram maçã verde.Já quem gosta de uvas mais aromática e do estilo meio seco teve a oportunidade de provar o Gewürztraminer Semi Sweet, branco com notasmuito típicas desta uva, como noz-moscada, rosas e baunilha. Destaque para a boa acidez e a riqueza de sabores.



Vinhos do Líbano


Os vinhos da vinícola libanesa Château St. Thomas, fundada em 1990 pelo empresário Saïd Touma, trazem vigor, qualidade e refino. A produção se concentra no Vale do Beeka, região marcada por verões quentes e secos e noites frias – aspectos climáticos perfeitos para o amadurecimento das uvas.O Château St. Thomas Les Gourmets Rouge, corte de Grenache, Cinsault, Syrah e Cabernet Sauvignon, com aromas de eucalipto e notas de especiarias, é um vinho intenso e complexo, com taninos sedosos.O Blend de Cabernet Sauvignon, Syrah e Grenache, o Château St. Thomas Les Emirs é um tinto de aroma intenso de cereja preta, com notas de baunilha, especiarias e alcaçuz. Encorpado e com taninos macios e elegantes, amadurece por 12 meses em barris de carvalho e depois estagia em garrafas por 6 a 8 meses.Todos esses rótulos trazidos ao Brasil pela @portoaporto podem ser encontrados em empórios, lojas especializadas e também no site grandeadega.com.br


Fotos: Carol Melo

コメント


bottom of page