• Viviane Campos

Pinella está com novidades. O bar agora tem parceria com a La Pastora

Atualizado: Jun 11

Em tempos de novo normal, o Pinella está com novidades! O bar, localizado no bloco B da 408 Norte e queridinho dos brasilienses, fez uma parceria com a La Pastora Gastro Combos. Agora, a cozinha é comandada pelo chef venezuelano, Miguel Ojeda. A produção, 100% artesanal, é uma síntese da gastronomia latino-americana.

Para Ojeda, foi um processo de adaptação: “Pesquisamos e adaptamos receitas que estavam na minha memória afetiva e que não seguem nenhuma regra tradicional, ou que reproduzam algum prato clássico de nenhum país. Eu quis unir e apresentar a culinária latina como um coquetel com todo seu esplendor”, diz o chef.



Entre as opções, estão: o ceviche clássico (R$ 35 – tilápia em cubos, temperada com cebola roxa à Julienne, pimenta dedo-de-moça e coentro; marinada com leite de tigre clássico e acompanhada de batata-doce, laranja e milho crocante) e a chaufa (arroz à moda peruana: arroz branco, ovos mexidos, pimentão vermelho, gengibre, cebolinha, molho de soja e óleo de gergelim; todo salteado no wok). As opções podem ser de filé mignon (R$ 35), filé de frango (R$ 30) e/ou vegetariano com abobrinha (R$ 28).



Para petiscar e curtir aquele happy hour que o Pinella sabe proporcionar, peça: chili chips con queso (R$ 42 – tortilhas chips, cobertas com chili de carne ou vegetariano com queijo gratinado) ou burrito (wrap na chapa, arroz andino, guacamole, queijo, patê de rocoto e pico de gallo; acompanhado de sour cream). Pode ser de carne, frango, pernil ou vegetariano e os preços variam entre R$ 27 e R$ 40.


O que promete fazer sucesso e tem receita autoral é o taco cochinito a la naranja (R$ 10 – tortilha de trigo coberta com pernil suíno assado no suco de laranja, sour cream, picles de rabanete e salsa criolla). E, ainda, aquesadilla (sanduíche de tortilha de trigo na chapa, recheado com queijo e: chili con carne (R$ 25), pollo al horno (R$ 20 – frango assado à moda latina), cochinito a la naranja (R$ 35 – pernil suíno assado no suco de laranja) e o chili vegetariano (R$ 18 – com feijão).


Permanecem no menu alguns clássicos servidos no Pinella, mas com aquele toque latino do chef Miguel. Como: a Gláucia (R$ 32 – iscas de frango empanadas com panko, acompanhadas de geleia de tomate apimentada, guacamole, maionese de alho defumada ou patê de rocoto), a Fernanda (R$ 38 – linguiça de frango e/ou suína apimentada, acompanhada de mostarda escura), o pincho de carne (R$ 25 – espetinho de filé com pimentão, cebola e tomate, acompanhado de uma tortilha e guacamole) e as Papas a La Pastora (R$ 13 – batatas fritas com páprica defumada e orégano, acompanhada maionese de alho defumada).

Depois de aguar com todas estas delícias, não demore e vá degustar essa gastronomia riquíssima acompanhada de um bom drink, cerveja gelada e/ou espumante Pinella. Lá, o ambiente é aberto, arejado e segue todas as normas de segurança contra a COVID-19.

Seguindo o atual decreto de funcionamento, o Pinella está aberto de segunda a sábado, das 16h às 23h e com música todos os dias. Pinelle-se! Para mais informações, siga: https://www.instagram.com/pinella408norte


Pinella

Local: CLN 408, Bloco B, Loja 20 – Asa Norte

Telefone: (61) 3347 8334

Horário de funcionamento: Segunda a sábado, das 16h às 23h

Instagram e Facebook: @pinella408norte


Fotos: Renato Raphael