top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

Pela primeira vez vinho brasileiro Viognier conquista medalha de ouro no principal concurso de vinho


Amitié Viognier conquistou alta premiação no Decanter World Wine Awards * Outros dois rótulos da marca também conquistaram medalhas no concurso

 


O vinho brasileiro Amitié Viognier acaba de conquistar uma Medalha de Ouro no Decanter World Wine Awards, maior e mais influente concurso de vinhos no mundo. Um feito histórico para o Brasil, que pela primeira vez conquista uma medalha na premiação para um vinho branco Viognier, em 20 anos de DWWA, celebrados neste ano.

 

O rótulo foi elaborado na Serra Gaúcha (RS) com uma uva originária da França, onde é cultivada há mais de dois séculos.

 

As idealizadoras da vinícola Amitié, a sommelière Andreia Gentilini Milan e a enóloga Juciane Casagrande, assumiram o desafio de produzir um Viognier nos terroirs gaúchos, e a uva brilhou entregando um vinho aromático, encorpado, elegante, com notas frutadas - lembrando pêssego e tangerina - e uma delicada presença de pétalas de rosas brancas.

 

“Estamos sempre buscando proporcionar novas experiências aos apreciadores, e veio desta motivação o projeto do Amitié Viognier, lançado no final de 2022. A Medalha de Ouro que acabamos de conquistar no DWWA é um reconhecimento da qualidade deste trabalho, além de uma referência importante na decisão de compra dos consumidores”, pontua Andreia Gentilini Milan.

 

Juciane Casagrande explica que a Viognier demanda um cultivo delicado e geralmente seu rendimento não é alto: “Esses fatores tornaram esse projeto, além de desafiador, ainda mais especial. No Amitié Viognier, os consumidores poderão apreciar todo o potencial aromático que a uva atingiu e sua personalidade única”.

 

Disponível no mercado em edição limitada de apenas 12.000 garrafas, o brasileiro medalhista de ouro no DWWA 2023 harmoniza com pratos leves e frescos, como saladas, peixes e frutos do mar. Sua passagem de seis meses por barrica de carvalho francês conferiu ao rótulo complexidade e um toque amanteigado.

 

Espumante com alta pontuação e Medalha de Prata

 

Outro destaque da Amitié no DWWA foi o espumante Amitié Brut, que conquistou sua maior pontuação no concurso, 90 pontos, e também uma Medalha de Prata. Elaborado na Serra Gaúcha (RS) com as uvas Chardonnay e Malvasia, é elegante, com notas de frutas frescas e agradáveis notas florais. Equilibrado, tem ótimo volume de boca e acidez refrescante.

 

Com uma Medalha de Bronze, o Amitié Cuvée Brut fecha a lista de medalhistas da vinícola no DWWA, que em apenas 20 anos, cresceu e se tornou uma força motriz no mundo do vinho, e mais uma vez quebrou recordes no número de inscrições: este ano foram 18.250 vinhos avaliados de 57 países.

 


Foto: divulgação

Comentarios


bottom of page