• Bárbara Soares

Outubro – Mês da tradicional Oktoberfest

Atualizado: Out 10

Tanto a tradicional Oktoberfest na Alemanha quanto a versão brasileira que ocorre anualmente na cidade de Blumenau (considerada a Capital Brasileira da Cerveja desde 2017) foram canceladas devido à pandemia.



A segurança e o bem estar de todos os envolvidos nestes grandes eventos foram pontos importantes levados em consideração. Com maior segurança em 2021, ambas as edições serão comemoradas em grande estilo, conforme prometem os organizadores.


Listei 3 curiosidades importantes:


1. A palavra Chope vem do alemão “Schoppen” e trata-se de uma unidade de medida alemã, assim como o “Pint” inglês. Ambas medidas correspondem a 568ml na Inglaterra e 473ml nos Estados Unidos. No Brasil, é comum adotarmos a medida do Pint 473ml. Alguns lugares adaptam para 500ml. No Brasil a palavra entrou no domínio popular e muitos apreciadores chamam de “chopp” como uma abreviação da palavra alemã. No entanto, a escrita correta é “Chope” referindo, claro, ao líquido e não à medida.


2. Qual é a diferença de chope e cerveja? Teoricamente seria o primeiro não pasteurizado e o segundo sim. No entanto, mais e mais a indústria artesanal cervejeira tem lançado no mercado diversos rótulos de cervejas tanto em latas quanto garrafas que não são pasteurizadas e que necessitam, obrigatoriamente, de refrigeração. Uma vez não pasteurizada, obrigatoriamente esta informação deve estar visível no rótulo e recomendar refrigeração, segundo a legislação vigente. A pasteurização nada mais é do que uma “proteção” que elimina microorganismos. Logo, um chope sempre deverá ser mantido refrigerado, assim como as cervejas não pasteurizadas. Nas grandes indústrias, as cervejas são pasteurizadas devido a sua larga escala de produção, distribuição e armazenamento.


3. O chope Pilsen vendido amplamente no Brasil é o mesmo da Alemanha? Não. São estilos diferentes. O que chama de Pilsen no Brasil trata-se de um estilo denominado American Lager. Tem corpo (peso em boca) médio para baixo, é bem carbonatado (bastante refrescante) e com baixíssimo amargor. Já na Alemanha e República Theca é comum encontrarmos a verdadeira Pilsen que pode ser chamada tanto de Pilsner quanto Pilsener e é o estilo mais consumido no planeta! É mais rica em aroma e sabor do que a American Lager. A cor dourada brilhante (vide foto) é fascinante, o que nos convida para um próximo gole num dia de calor. No Brasil, temos mais de 1.000 cervejarias artesanais e muitas produzem estilos próximos à receita alemã. A variedade é imensa tanto em chope quanto em cervejas engarrafadas ou enlatadas. Temos mais de 100 estilos de cervejas catalogados em guias (BJCP – Beer Judge Certification Program e BA Brewers Association) que baseiam cervejeiros no mundo todo. Certamente um estilo irá agradar alguém.


Saúde e até o próximo post!


Foto: @pilsnerurquell_brasil


©2019 by Gastronomia BSB. Proudly created with Wix.com