top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

O papel do forno a lenha na manutenção do sabor da pizza

Chef curitibano Henrique Campos comenta sobre o papel do forno a lenha na culinária italiana


Foto: divulgação


O forno a lenha é um elemento milenar da culinária, uma rica herança gastronômica de quando os seres humanos dominaram o fogo e enfrentaram o desafio de preparar alimentos, como carne de caça. Os primórdios desse método culinário envolviam a criação de um buraco no solo, onde lenha era colocada e incendiada para cozinhar os alimentos, apresentando semelhanças com o processo tradicional ainda empregado hoje em dia.


Quando o assunto é pizza, o forno a lenha ajuda o preparo a alcançar a textura perfeita e a crocância da massa. “Ele permite que a pizza seja cozida rapidamente, resultando em uma base fina e levemente carbonizada, características das pizzarias italianas”, comenta o chef Henrique Campos, da pizzaria curitibana Figurate Italian Food.


O forno a lenha contribui para a infusão de sabores únicos. As lenhas utilizadas, como a lenha de carvalho ou oliveira, emprestam aromas naturais e nuances defumados à massa, realçando os ingredientes frescos e de qualidade, que são a base de uma autêntica pizza italiana.


“Outro fator importante é a distribuição uniforme do calor no forno a lenha, que assegura que todos os ingredientes, desde o queijo derretido até os vegetais assados, sejam cozidos de igual forma, resultando em uma experiência gastronômica excepcional”, explica Henrique.


A manutenção dessa tradição gastronômica italiana é um testemunho do compromisso em preservar a autenticidade e o sabor da pizza, mesmo em um mundo de constantes inovações culinárias. 


“A gastronomia profissional hoje conta com recursos tecnológicos que garantem efeitos similares aos da lenha, porém com mais agilidade na produção. Ainda assim, o forno artesanal sempre será um símbolo de qualidade e tradição na preparação da pizza”, opina Campos.

Comentários


bottom of page