• Viviane Campos

No Dia Nacional do Café, saiba os momentos do dia em que uma xícara da bebida cai bem



Especialista aponta os melhores horários do dia para o consumo do grão e fala sobre os benefícios à saúde



Saborear um bom café é quase que um prazer unânime, a bebida é uma grande paixão mundial e tem uma data dedicada a ela, o dia 24 de maio. Só no Brasil, entre um cafezinho e outro, são consumidas mais de 400 bilhões de xícaras. Alguns historiadores afirmam que a bebida caiu no gosto popular durante a Revolução Industrial, devido ao seu poder energético, o que faz com que a mesma caia bem em muitos momentos do dia. Por possuir centenas de fitoquímicos biologicamente ativos o café pode ser um excelente aliado para aqueles que desejam levar um estilo de vida mais saudável.


Dentre as substâncias encontradas na bebida, os polifenóis como as lignanas, ácido clorogênico, o alcalóide trigonelina e as melanoidinas formadas durante sua torra, além de quantidades discretas de magnésio, potássio e niacina. “Todas essas substâncias juntas têm potencial antioxidante, melhora a microbiota intestinal e ainda favorece um metabolismo mais saudável da glicose e das gorduras do nosso corpo”, explica Mateus Barbosa de Queiroz, nutrólogo do Hospital Anchieta de Brasília.


Em Brasília, aqueles que são adeptos à bebida podem contar com as delícias que são os produtos Café Export. “O café é uma paixão nacional e percebemos isso com nossos clientes, afinal, são muitos anos de mercado atendendo consumidores exigentes e apaixonados pela bebida. Para agradar o paladar de todos, temos diferentes linhas que vão desde a grãos com sabor mais suave até o mais forte. Os consumidores entendem a importância da bebida no dia a dia e ficamos felizes em poder levar o café para a mesa de todos eles”, pontua Fábio Cunha, diretor comercial do Café Export.


Benefícios de consumir café ao longo do dia


Ainda sobre os momentos ideais do dia para se consumir uma xícara de café, o nutrólogo Mateus Queiroz pontua. “Pela manhã o café normalmente é bem-vindo, pois a cafeína possui efeito estimulante, alivia a fadiga física e mental, nos coloca em um estado de alerta, e se não for consumido em excesso ainda auxilia na concentração”, explica.


Outro momento em que uma xícara de café cai bem é após o almoço. “O café ajuda a contornar o desânimo e auxilia fornecendo energia extra, porém os componentes do café podem reduzir a absorção de alguns nutrientes e o ideal é não fazer o consumo frequente de café imediatamente após o almoço, caso esse consumo seja um hábito o melhor é esperar cerca de duas horas após as grandes refeições”, esclarece o nutrólogo.


Por agir com um termogênico natural, o café também é indicado antes da prática de atividades físicas. “Antes da realização de exercícios físicos também é um ótimo horário para se tomar café, o horário ideal para se tomar antes do exercício depende de cada organismo, mas uma boa regra é tomar cerca de 1 hora antes da prática, já que o pico de atividade da cafeína ocorre de 15 minutos a 2 horas após sua ingestão”, diz Mateus.


Já para o consumo realizado na parte da tarde, o médico alerta. “A ingestão do café no meio da tarde deve ser realizada com cautela, é um ótimo acompanhamento para diversos lanches, porém algumas pessoas que possuem maior dificuldade em ter um sono saudável podem ser sensíveis ao consumo de café, o que comprometeria a qualidade de seu sono. Atualmente dispomos de diversas opções de café sem cafeína, os quais mantém os diversos fitoquímicos benéficos ao organismo e possibilitam que o indivíduo aprecie o café perto do fim do dia sem prejudicar o horário e a qualidade do sono”, complementa.



Para Carla Lopes, à frente do Café Export, todos os dias há motivos para se consumir café. “Temos clientes muito fiéis da nossa marca que não abrem mão do sabor e do custo-benefício que trazemos. Poder consumir a bebida é uma forma também de resgatarmos e renovarmos a nossa energia sempre, um verdadeiro boost”, conta Carla Lopes, diretora administrativa do Café Export.


Os benefícios de consumir o café diariamente são vários. “Diversos estudos já foram publicados correlacionando positivamente o café com um melhor controle do peso, menor risco cardiovascular, menor incidência de cálculos renais, doenças hepáticas, doenças neurológicas como doença de parkinson e prevenção de alguns tipos de câncer, possuindo ainda associação com a redução da mortalidade por todas as causas”, conclui o nutrólogo.


Fotos: divulgação