• Viviane Campos

MAIOR AVALIAÇÃO DO MUNDO Ultrapassando a barreira das 400 amostras


MAIOR AVALIAÇÃO DO MUND

29ª Avaliação Nacional de Vinhos bate novo recorde no número de amostras inscritas


A primeira edição foi em 1993 com 42 amostras. De lá para cá, a Avaliação Nacional de Vinhos participou ativamente da evolução da produção nacional, tornando-se a maior degustação de vinhos de uma safra do mundo. Consolidada como o maior momento do vinho brasileiro, cruzou essas 29 safras integrando regiões produtoras e enólogos de todo o país, promovendo e divulgando a bebida que hoje é reconhecida dentro e fora do Brasil. Depois da ‘Safra das Safras’ em 2020, o vinho brasileiro alcançou um patamar até então inédito e vive hoje seu melhor momento. O novo recorde de amostras no evento reflete o bom período. São 406 amostras de 56 vinícolas dos estados da Bahia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

O presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE), enólogo André Gasperin, ressalta que agora começa uma grande operação, envolvendo diversas etapas. “Encerradas as inscrições das amostras, agora partimos para a coleta direta dos tanques ou barricas e na sequência a degustação às cegas por dezenas de enólogos”, destaca.

O resultado será apresentado ao vivo pelo canal da ABE no Youtube no dia 6 de novembro. O kit das 16 garrafas de 187 ml, criado no ano passado, conquistou o público, que pode acompanhar a Avaliação ao vivo, além de compartilhar a experiência entre amigos no aconchego de casa, na empresa entre colegas ou em ambientes abertos, garantindo maior segurança a todos. Este ano, o formato se repete. Para isso, o público vai precisar esperar até o dia 28 de setembro para adquirir os kits, que este ano terá três ao invés de duas taças personalizadas, permitindo que mais pessoas vivam a experiência. A venda será através do site www.enologia.org.br. Quem nunca participou da Avaliação pode acessar o link https://www.youtube.com/watch?v=X7tshQ7iCTg e assistir a edição anterior. Mais de 7 mil pessoas já visualizaram.

Foto: divulgação