• Viviane Campos

Festival da Lagosta é atração de janeiro no Vila Cinco


Até o fim do mês, crustáceo compõe menu especial de três etapas


A lagosta é um dos produtos mais cobiçados do litoral brasileiro e mais de 90% da produção nacional vão para o mercado externo. Todavia, em 2020, a pandemia de covid-19 enfraqueceu o comércio do crustáceo, o que levou as autoridades a afrouxarem as regras para a pesca de algumas variedades, na tentativa de minimizar os prejuízos para aqueles que vivem desse segmento. Dessa maneira, as espécies vermelha e verde estão proibidas de serem pescadas desde 31 de dezembro até 31 de maio. Já a pintada e a sapateira podem ser capturadas e comercializadas normalmente.


Por sorte dos comensais que apreciam o pescado, o restaurante Vila Cinco garantiu seu estoque em novembro, no Espírito Santo, para honrar o festival que realiza todos os anos e que, neste, acabou ficando para janeiro por conta da pandemia. “Decidimos aguardar o início do ano para aproveitar o período quente, que convida a pratos mais leves”, afirma Pedro Bergamo, um dos sócios do restaurante.


Até o fim de janeiro, as lagostas serão utilizadas na confecção de entradas e pratos principais que compõem um menu de três etapas, pensado pelo chef Melque Tavares e montado pelo cliente. A opção sai a R$ 99. Se o comensal desejar, pode pedir apenas o prato principal, a R$ 79,90.


As opções de entrada passam por mix de folhas servidas com vinagrete de lagosta e redução de balsâmico e maracujá; e pela bruschetta, coberta com o crustáceo e creme de parmesão levemente gratinado.



Nos principais, há três sugestões. A que leva o nome de à Moda do Chef vai com a cauda de lagosta grelhada no azeite extra virgem, envolvida em legumes confitados e cogumelos frescos, e servida com arroz vermelho.



Já na versão Manteguitta, a lagosta é grelhada em manteiga aromática chilena e servida com risoto de baroa com redução de balsâmico.



O mais inusitado dos pratos é o Romeu e Julieta e, como o nome pode sugerir, combina o crustáceo à goiabada cascão e queijo, em forma de redução. O acompanhamento é um fettucine au poivre.


Para a última etapa, o chef reservou dois clássicos: o pudim do Vila e a cartola, sobremesa típica do Nordeste brasileiro, com banana, queijo e canela.


Tanto o menu especial quanto os pratos estão disponíveis nas unidades do Brasília Shopping e na do aeroporto internacional Juscelino Kubitschek todos os dias da semana, no almoço e no jantar.


Sobre o Vila Cinco


Inspirada em charmosas vilas, a casa busca despertar os cinco sentidos e proporcionar um passeio por diversos sabores em elaborações que vão do simples ao mais elaborado, para atender aos mais exigentes paladares.


O cardápio conta com opções para um almoço ou jantar de negócios ou em família, para um lanche ou mesmo para um animado happy hour após o trabalho. Há opções que vão desde pratos com frutos do mar, saladas, sanduíches, cortes especiais de carnes, filé mignon, frango, saladas, massas e risotos. O menu é assinado pelo chef pernambucano Melque Tavares, que já passou pelas cozinhas do Quattrino (São Paulo), Il Pescatore (Recife).


A decoração do restaurante evoca o clima bucólico com tijolinhos e floreiras, para transportar o cliente a memórias do passado, como a casa da avó ou a lugares onde se sinta acolhido e bem servido.



Serviço:


Brasília Shopping

Área Externa do Shopping

De segunda a sábado, das 11h às 23h; domingos e feriados, das 11h às 22h

Telefone: (61) 3047-8680

Whatsapp: (61) 99254-9677


Aeroporto de Brasília

Praça de Alimentação, 2º Piso

De segunda a sexta, das 8h às 23h; sábado, das 8h às 22h; domingo e feriados, das 8h às 23h

Telefone: (61) 3364-9233


Capital Squash Center

Complexo Clube Coat

De segunda a sexta, das 8h às 22h; sábado, das 9h às 14h

Telefone: (61) 3226-5187


Fotos: divulgação