top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

Fenavinho evidencia qualidade da produção vinícola brasileira

Festa Nacional do Vinho convida para experiência enogastronômica de 11 a 21 de julho

Foto: divulgação


Bordada por parreirais e, como diz um trecho de seu hino, local ‘onde o vinho jorra em cascatas reais’, Bento Gonçalves é um dos principais expoentes da excelência vinícola nacional. Não à toa é considerada a capital brasileira do vinho, concentrando cerca de 80 estabelecimentos vinícolas (dados da Prefeitura de Bento Gonçalves), muitas das quais com rótulos chancelados em concursos ao redor do mundo. 

Quem quiser conhecer – e, melhor de tudo, degustar – o talento vitivinícola da Serra gaúcha pode aproveitar uma programação que é uma ‘taça cheia’: a Festa Nacional do Vinho. Em sua 19ª edição, a Fenavinho ocorre de 11 a 21 de julho de 2024, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves, de forma combinada a 32ª ExpoBento, maior feira multissetorial de compras e entretenimento do país. Em um espaço de aproximadamente 4.600 m2, ampliado em cerca de 40% com relação à edição anterior da festa, realizada em 2023, reúne cerca de 20 vinícolas. São expositoras da 19ª Fenavinho Adega Cavalleri; Casa Zottis; Cooperativa Aurora; Gallon Sucos; Garbo Vinhos Finos; Mason Forestier; Miolo Wine Group; Möet Chandon; Suvalan; Valmarino; Videiras Carraro; Vinícola Buffon; Vinícola Cainelli; Vinícola Cave Antiga; Vinícola Dellamastela; Vinícola Dom Giovanni; Vinícola Mondadori; Vinícola Porão do Vale e Vinícola Santa Bárbara. 


Por lá, em espaços autorais, elas comercializam seus premiados vinhos, espumantes e sucos, que podem ser degustados com o melhor da gastronomia local e contemporânea. Neste ano, cinco diferentes cozinhas atenderão o público, que poderá optar por tábua de frios, pizzas, massas, pratos típicos e até cozinha oriental. Quem estiver degustando vinhos e espumantes nos espaços das vinícolas poderá escolher e apreciar a gastronomia de qualquer um deles. 


A visitação a 19ª Fenavinho já tem ingressos antecipados à venda pelo valor de R$ 6,00 por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp (54 2105.1900), o ExpoBento na Palma da Mão. O ticket dá acesso ao evento e a toda programação de shows em cartaz no dia da visitação. O consumo é por conta do visitante. Para saber mais detalhes da programação, acesse o app ou o site www.fenavinho.com.br

 

Tradição para fortalecer ainda mais o setor


A Fenavinho, tradicional feira que ocorre em Bento Gonçalves, tem como propósito desde sua primeira edição em 1967, celebrar e promover a cultura vitivinícola da região, que é um dos maiores polos de produção de vinho do Brasil. Por isso, a participação, por parte das vinícolas expositoras, costuma vir repleta de simbolismo. “Este evento tornou-se um símbolo de identidade e orgulho para os produtores locais, funcionando como vitrine para os vinhos de excelência que nascem em terras gaúchas”, destaca Náthaly Camargo, Marketing da Vinícola Cainelli. 

Reconhecida como peça-chave na valorização do vinho brasileiro, a Fenavinho oferece uma plataforma de destaque para os produtores nacionais apresentarem seus produtos a um público diversificado. “Além de promover a cultura do vinho por meio de atividades educativas, facilita o networking entre profissionais do setor, impulsiona o turismo na região vinícola e fortalece a nossa identidade nacional. É oportunidade, também, para destacar a qualidade, a diversidade e a riqueza dos vinhos produzidos em nosso país, promovendo a visibilidade do vinho brasileiro”, diz Bianca Morais, comercial da Vinícola Santa Bárbara. Quem concorda é o enólogo Anderson Buffon, da Vinícola Buffon. “A Fenavinho é um evento muito importante para a divulgação e promoção do vinho brasileiro, uma feira com o nome de grande expressão, onde o público visitante busca conhecer e festejar o vinho brasileiro. Para as vinícolas, é oportunidade de mostrar seu trabalho e seus produtos, valorizar a cultura local, relembrar nossas origens e festejar a riqueza do nosso vinho”, diz 


A contribuição da Fenavinho em valorizar a produção vinícola nacional também é um aspecto destacado pela Vinícola Cavalleri. “A festa proporciona uma vitrine para que esses produtores possam mostrar seus produtos e atrair consumidores, fortalecendo a imagem e o reconhecimento dos vinhos produzidos na Serra Gaúcha. Por meio de atividades como degustações e workshops, a feira educa e informa os consumidores sobre a qualidade e diversidade dos vinhos nacionais, incentivando o consumo e a valorização desses produtos”, diz Vanessa Cavaleri, proprietária. 


Por esse contexto, a Festa Nacional do Vinho assumiu um papel determinante no desenvolvimento do setor vitivinícola na Serra Gaúcha, mostrando ao mundo a importância da economia para milhares de famílias viticultoras e, logo, vinicultoras, na opinião de Delphine Vazquez, diretora da Möet Chandon. “A Fenavinho é uma festa da comunidade para a comunidade, o que está intimamente ligado ao propósito da Chandon. Somos uma comunidade global, e acima de tudo local, com raízes no Brasil nas Serras Gaúchas. Por isso, queremos celebrar com a comunidade sua festa nacional”, diz.

 

Acesso ao vinho e enoturismo ganham projeção


Parte do sucesso da Fenavinho na missão de valorizar o vinho brasileiro é o fato de sua concepção ser pensada para que todos possam ter acesso ao vinho, conforme lembra a enóloga da Cave Antiga, Natalia Taffarel. “É uma festa que divulga o vinho local, de pequenas, médias e grandes vinícolas da região, em que os visitantes podem conhecer, trocar ideias, conversar com produtores e se aproximar ainda mais das vinícolas de toda a região”, destaca. 

Outro reflexo importante da realização da Fenavinho, em adição ao importantíssimo papel na valorização do vinho brasileiro, no reconhecimento e na divulgação das vinícolas, é a capacidade de integrar o produtor de uva, a vinícola e o consumidor. “Com isso, promove e potencializa negócios em torno do vinho, além de promover o enoturismo. Neste sentido, é uma plataforma que divulga o vinho, valoriza a terra e seu agricultor, facilita de negócios, promove e reconhece a qualidade dos vinhos brasileiros”, diz Daniela Chesini, enólogo e socio-proprietária da Casa Zottis Uvas e Vinhos. 

Com essa proposta, a festa celebra a cultura e a tradição vitivinícola em Bento Gonçalves e na Serra Gaúcha, reforçando a identidade local e a história do vinho no país, de acordo com a enóloga da Vinícola Della Mastela, Allana Cappelli Decarli. “A festa amplia a visibilidade de nossas vinícolas, mostrando com orgulho diversos produtos de excelência para todos os visitantes, sejam eles moradores da cidade, turistas e todos os apaixonados pela nossa querida Fenavinho”, diz.

 

Orgulho de fazer parte


Essa soma de fatores faz com que, para as vinícolas, a participação na Festa Nacional do Vinho seja carregada de significado. “Quando ouvimos a palavra Fenavinho nossa memória nos leva a nossas raízes. A Fenavinho é tradição familiar, sempre mostrando o amor e carinho que as famílias tem com seus produtos. É um evento que demonstra o amor que cada empreendimento tem por cada garrafa de vinho, desde o plantio, cuidado com as videiras, colheita das uvas até a elaboração do vinho. Tenho o maior orgulho de fazer parte da Fenavinho”, diz Sandro Vicentini, Sócio Proprietário da Vinícola Porão do Vale. 

É um sentimento que se renova a cada edição. “A Fenavinho é como o ciclo da videira. Há o momento da preparação, em que os brotos começam a surgir e as ideias para uma nova edição florescem; o momento de trabalho pesado, onde tudo é preparado para então chegar o momento da colheita, que é a festa! Festejamos o trabalho dos produtores de uvas, dos colaboradores das vinícolas, dos consumidores que valorizam cada etapa. Todos unem-se com o mesmo objetivo – festejar o vinho brasileiro”, diz Silvana Dallagnol, gerente comercial da Vinícola Don Giovanni.

Kommentare


bottom of page