• Viviane Campos

Entenda a importância do trabalho realizado pelos nutricionistas em escolas


Profissionais são responsáveis por promover e manter hábitos alimentares saudáveis nas instituições de ensino. Camilla Sampaio, supervisora pedagógica do Colégio Seriös, explica como o trabalho é realizado em prol do desenvolvimento dos estudantes

Na próxima segunda-feira (31), é celebrado o Dia do Nutricionista. A data faz referência à criação da Associação Brasileira dos Nutricionistas (ABN), que ocorreu há mais de sete décadas. O profissional de saúde desta área estuda os efeitos dos alimentos no corpo humano e atua em diferentes segmentos do mercado, inclusive, em escolas.


“As crianças ficam grande parte do dia nas escolas e as principais refeições são feitas nesse ambiente. Por esse motivo, em parceria com os familiares, o nutricionista tem como principal função, dentro das instituições de ensino, a promoção e manutenção de hábitos alimentares saudáveis e a conscientização sobre a importante relação entre alimentação e saúde”, explica Camilla Sampaio, supervisora pedagógica do Colégio Seriös.


Além da elaboração dos cardápios para os estudantes, os nutricionistas têm uma atuação importante nas redes de ensino, tornando-se, cada vez mais, essenciais para o dia a dia educacional. Na prática, estes profissionais acompanham a seleção dos alimentos que são oferecidos no ambiente escolar para garantir a qualidade nutricional do que é destinado às crianças e aos adolescentes.


“Com crescente índice de doenças como obesidade, diabetes, hipertensão, colesterol alto, transtornos alimentares, intolerâncias e alergias, o profissional promove a educação nutricional dos estudantes, conscientizando sobre a importância do consumo de uma diversidade de alimentos naturais”, pontua Camilla.


Em junho deste ano, o Ministério da Saúde informou que há a estimativa de que 6,4 milhões de crianças tenham excesso de peso no Brasil e 3,1 milhões já evoluíram para obesidade. Os dados destacam a necessidade de haver uma mudança de hábito acerca das refeições realizadas. Portanto, os ensinamentos oferecidos nas escolas são grandes aliados para transformar esse cenário no país.


“Ao levar a nutrição como um tópico de estudo, os alunos podem se relacionar de forma diferente com o alimento a partir da exploração dos sentidos por meio das cores, aparência, texturas, cheiros e gostos. O intuito desse trabalho é incentivar o consumo de novos alimentos e manter uma alimentação equilibrada, o que auxilia a evitar problemas de saúde a longo prazo”, destaca a supervisora pedagógica.


Camilla ainda reforça que a alimentação é fundamental para o desenvolvimento humano por estar relacionada às condições psíquicas e fisiológicas em todas as etapas da vida. Contudo, especialmente na infância, ela possui um papel fundamental. “A alimentação é capaz de influenciar diretamente na concentração, capacidade fundamental para a aprendizagem”, informa.

Por estarem em fase de crescimento, as crianças precisam consumir uma variedade maior de alimentos e nutrientes quando comparadas aos adultos. Esta necessidade é explicada pelo fato de que os alimentos ajudam no desenvolvimento de diversas partes do corpo, inclusive o cérebro. Por essa razão, esses indivíduos que vivenciam inúmeras mudanças corporais e mentais, devem possuir um cardápio nutritivo.

“Sempre destacamos que uma alimentação rica em açúcares, gorduras e com deficiência de vitaminas, carboidratos, proteínas e minerais pode comprometer o desenvolvimento psicomotor e cognitivo da criança. Posteriormente, há grandes chances de surgirem doenças graves em adultos. Uma rotina alimentar saudável e equilibrada favorece o consumo diário de diversos grupos alimentares e também controla a quantidade de substâncias nocivas ao corpo”, diz.

Como aliado para crianças e adolescentes, o Seriös aconselha o consumo de alimentos ricos em Ômega-3, como peixes, azeites, nozes e amêndoas. Por favorecerem o desenvolvimento cerebral, eles auxiliam na comunicação entre os neurônios, melhorando, consequentemente, o aprendizado.

“Com o trabalho realizado pela nutrição em parceria com as aulas de Gastronomia dentro do colégio, desde a sua fundação, podemos afirmar que o envolvimento com a educação nutricional traz resultados muito positivos com relação à qualidade de vida, aprendizagem e mudança de hábitos familiares”, reforça Camilla.

Para a profissional, o aluno que se envolve com alimento desde o plantio e colheita participa das escolhas conscientes nas compras do mercado e produção das próprias refeições, conhece sobre os valores nutricionais dos alimentos e a importância de cada um deles para o desenvolvimento humano. Esses aspectos possibilitam que o indivíduo passe a fazer escolhas alimentares mais ricas em nutrientes, buscando sempre o equilíbrio.


Hábitos alimentares


Géssica Calza, nutricionista do Seriös, enxerga que as escolhas realizadas para atingir a alimentação equilibrada faz com que os estudantes tenham mais qualidade de vida, o que diminui o risco de doenças e aumenta aspectos positivos para o corpo, como imunidade e aumento de energia. A concentração também é beneficiada com essa mudança de hábito alimentar e, além disso, o cansaço físico e mental se tornam menos frequentes.

O planejamento da alimentação escolar deve levar em conta os hábitos alimentares dos estudantes, mas também incentivar o consumo e experimentação de novos sabores. O que é “desconhecido” para aluno é rotulado, muitas vezes, como algo desagradável.

Para ela, o maior desafio dentro da escola é trazer algo novo, considerado saudável, mas que seja aceito pelo aluno. “Desta forma, além da conscientização, contamos com o incentivo e apoio da equipe pedagógica para oferecer esses alimentos e também investimos no preparo e apresentação das receitas para que sejam também atrativas visualmente”, pontua.

SERVIÇO:

Colégio Seriös

SGAS 902 BL. C Lt. 75 Brasília-DF

Telefone: (61) 3049-8800

Sobre o Colégio Seriös – Há nove anos no mercado de Brasília, a instituição de período semi-integral faz parte de um ecossistema de aprendizagem múltipla e humanista para todas as fases escolares. A proposta pedagógica inclui atividades de Arte, Cultura e Tecnologia (ACT), mescladas às demais disciplinas, que visam a aquisição de competências e o desenvolvimento de habilidades indispensáveis para a formação integral. O objetivo é proporcionar uma visão humanista e omnilateral para a formação integral de cidadãos conscientes de suas escolhas.