top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

Em dois dias, 350 pessoas participaram de evento sobre sustentabilidade no campo na Vinícola Salton

As novidades relacionadas ao cultivo da uva e, sobretudo, as atualizações sobre a temática da sustentabilidade na viticultura se tornaram o foco da primeira edição do evento Ciclos & Vinhas: Semeando a Sustentabilidade, 

realizado pela Família Salton nos dias 28 e 29 de junho. Pelo menos 350 pessoas participaram da iniciativa inédita que ocorreu na sede da vinícola, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. Dentre os participantes, além da comunidade em geral, estavam profissionais parceiros da Salton e estudantes dos cursos de Agronomia, Viticultura e Enologia do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS).



As atualizações do setor foram compartilhadas por instituições apoiadoras da iniciativa, como a Embrapa Uva & Vinho, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e o IFRS. O pesquisador da Embrapa Uva e Vinho, Marcos Botton, palestrou sobre o uso de tecnologias para o desenvolvimento de uma viticultura sustentável. “Um aspecto que temos falado bastante é o uso de ferramentas para a melhor decisão do controle de doenças. Nós temos hoje equipamentos que permitem monitorar o clima do vinhedo e determinar o momento certo de tratar a planta, e claro, como realizar esse tratamento”, exemplificou o pesquisador.


O diretor-presidente da vinícola, Maurício Salton, explicou sobre a Jornada Sustentável da Salton: a companhia vem investindo em pesquisas para o desenvolvimento de soluções sustentáveis para todo o setor. Em parcerias com universidades como a UFSM e a Universidade de Caxias do Sul (UCS), os estudos envolvem as áreas de viticultura, enologia, produção e distribuição e já trazem resultados inéditos para o setor vitivinícola brasileiro. Um destes trabalhos resultou no Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), ainda em sua versão preliminar, apresentado recentemente pela companhia.O estudo identificou o impacto ambiental da vinícola, mapeando as melhores práticas e preparando a empresa para reduzir suas emissões. “A Salton está sendo pioneira em identificar estes dados, inéditos no Brasil, e que servirão de base científica a todo o setor, escrevendo um importante capítulo na história da vitivinicultura nacional, voltado à sustentabilidade”, define o presidente. Com base neste inventário, a empresa já iniciou projetos para preservação de biomas e redução de herbicidas. Ainda promoveu mudanças com relação à combustão móvel relacionada às atividades internas.Além das palestras que ocorreram durante os dois dias de evento, os visitantes puderam conferir uma amostra técnica com 15 expositores – dentre eles, empresas especializadas em agricultura e também instituições de pesquisa. Os participantes apresentaram novidades tecnológicas com foco em sustentabilidade no campo, eficiência na aplicação de recursos e otimização no uso de defensivos agrícolas.


Fotos : Vagão Filmes, divulgação


コメント


bottom of page