top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

Cafés do Sítio Cordilheiras do Caparaó e do Sítio 3 Marias vencem o Coffee Of The Year Brasil 2023

Premiação reconhece os melhores produtores brasileiros de café e vencedores das categorias anunciadas recebem ofertas recordes de compra



Foto: Divulgação Semana Internacional do Café


O café do Sítio Cordilheiras do Caparaó, em Iúna, Espírito Santo, produzido por Deneval Miranda Vieira Junior, foi o grande campeão da categoria arábica do Coffee Of The Year Brasil 2023, cuja cerimônia ocorreu no Grande Auditório da 11ª Semana Internacional do Café, no Expominas, em Belo Horizonte. Para o produtor, o evento é uma grande vitrine de divulgação e visibilidade dos produtos. “A SIC dá luz ao nosso trabalho e chancela a qualidade do café que produzimos para o mercado. Isso é essencial para o crescimento de nosso negócio”. Já da espécie canéfora, o primeiro colocado foi o café do Sítio 3 Marias, de Alto Rio Novo, Espírito Santo, produzido por Wagner Gomes Lopes. 


“Este ano, o COY ficou ainda mais concorrido, o que comprova que os estados estão melhores de uma maneira geral. Ficamos (Minas Gerais) em segundo lugar e estamos felizes por constatar que os produtores estão em constante processo de melhoria nas diversas regiões brasileiras”, comemorou Antônio de Salvo, presidente do Sistema Faemg Senar.


O Coffee Of The Year foi criado em 2012 com o objetivo de reconhecer os melhores produtores brasileiros de café e incentivar a produção de alta qualidade, atendendo aos regulamentos nacionais e internacionais de boas práticas de produção, permitindo maior eficácia na conquista de novos mercados e consolidação dos atuais. Além de agregar mais valor aos cafés e, consequentemente, sustentabilidade à cadeia produtiva.

 

A edição deste ano teve número recorde de 530 amostras, sendo a maioria dos inscritos proveniente de Minas Gerais e Espírito Santo. Além dos vencedores, também foram eleitos outros 13 produtores de café (confira a lista completa aqui), que representam do segundo ao nono colocados da categoria arábica e do segundo ao quinto da canéfora.


“O COY vem coroar o esforço de produtores de todo o Brasil e desempenha um papel fundamental para ampliar a visibilidade da origem e a identidade do café”, destaca Marcelo de Souza e Silva, presidente do conselho deliberativo do Sebrae Minas.


Logo após o anúncio, o café do Sítio Cordilheiras do Caparaó já recebeu proposta da Coffee ++ de uma saca por 8 mil reais. O produto do Sítio 3 Marias também gerou interesse da Nater Coop, que ofereceu 10 mil reais por uma saca.


“O COY se tornou referência neste mercado, pois representa uma ferramenta de promoção e valorização dos melhores cafés e produtores, colaborando com a divulgação de novas origens do café e reconhecimento do produtor. É sempre incrível conhecer novos cafés acompanhados de novas histórias”, comenta Caio Alonso Fontes, diretor da Espresso&CO, um dos realizadores do evento.


Ao final da cerimônia, os cafés ganhadores foram disponibilizados para prova do público presente na SIC. Também é possível experimentar os produtos premiados ao adquirir a SIC in the box, disponível na Café Store da Espresso&Co. 


Sobre o processo do Coffee Of The Year


O processo começa com o recebimento das amostras enviadas pelos produtores, que são submetidas a um processo de avaliação por uma Comissão de Julgadores, formada por especialistas. A edição deste ano bateu recorde de inscritos, com 530 amostras. De todas as amostras enviadas, são selecionadas as melhores, sendo 150 de arábica e 30 de canéfora. 


As 180 amostras selecionadas seguem para a fase final, que acontece durante a Semana Internacional do Café. Elas são disponibilizadas para prova voltada à comercialização dos cafés na sala de Cupping&Negócios. Dessas amostras, as 10 melhores de arábica e as 5 melhores de canéfora participam do voto popular, por meio da degustação às cegas feita no método filtrado, nas garrafas térmicas distribuídas no espaço Coffee of the Year do evento.


Por fim, no último dia da SIC (10 de novembro), no Grande Auditório Robério Silva, acontece a esperada cerimônia de premiação, durante a qual são revelados os cafés mais bem pontuados (10 melhores amostras de arábicas e 5 melhores de canéfora). Todos esses finalistas recebem Certificado de Participação. Já o grande vencedor leva um troféu e um Certificado de Campeão, tanto para Categoria Arábica quanto para Categoria Canéfora.


Sobre a Semana Internacional do Café


Desde seu lançamento, em 2013, a SIC gera grandes oportunidades para toda a cadeia do café brasileiro, olhando tanto para o mercado nacional quanto internacional. Neste ano, o evento recebeu mais de 20 mil pessoas, de aproximadamente 40 países, abrindo espaço para conexões e transações comerciais para todo o setor.


A SIC tem foco nas transações B2B, incluindo desde produtores de café, passando por representantes de empresas que atuam em todas as etapas da cadeia produtiva de seleção, processamento e embalagem do grão - chegando até grandes e pequenos empresários do setor, como por exemplo pessoas que estejam se preparando para abrir uma cafeteria. Além disso, o evento conta com a participação de agrônomos, mestres de torra, baristas e representantes de setores complementares, como o de leites vegetais.


Serviço


Local: Expominas – Av. Amazonas, 6200 – Gameleira - Belo Horizonte

Datas: 08 a 10 de novembro

Horário: 10h às 19h

Ingressos: Pessoa física: R$ 60,00 (para os três dias) / Pessoas jurídicas: Gratuito

Produtor rural: Gratuito / Visitante internacional: Gratuito

Comments


bottom of page