• Viviane Campos

Café gelado para tempos quentes. A Seleve lança sua nova linha de Cafés Gelados



A temporada de calor e baixa umidade da Capital Federal chegou e, com ela, a necessidade de hidratar-se a cada oportunidade que os dias quentes promovam. E, para tornar palatáveis velhos hábitos do brasilienses como tomar aquele cafezinho no intervalo do trabalho, após o almoço ou durante o café da tarde, a Seleve, marca especializada em produtos sem glúten e sem lácteos, lança uma linha especial de Cafés Gelados.



Servido de diferentes formas mundo afora e, até mesmo, de maneira inusitada ou exótica, com especiarias, frutas ou álcool, a segunda bebida mais consumida do planeta (o café fica apenas atrás da água), ganhou releituras especiais e inclusivas que poderão agradar a todos os tipos de paladar. Países como a França, Itália e Inglaterra adotaram de maneira positiva as variações, apresentando cardápios com uma infinidade de possibilidades.


Por aqui, os lançamentos da Seleve são o Cherry Coffe, uma deliciosa mistura de leite vegetal, cereja, óleo de coco e grãos de café; o Cappuccine, que leva sorvete de chocolate, leite vegetal, espresso, canela e raspas de chocolate 70% e, por último, mas não menos importante, o Café Caféju, preparado com leite vegetal, castanha de caju, espresso, açúcar demerara, óleo de coco e canela.


A marca atua em diversas frentes de atendimento com produtos low carb, plant based, vinhos, kit festa inclusiva com doces, mini salgados e tortas; padaria com produtos frescos, pães de forma e bolos; cestas para jantares e lanches; mercearia com bebidas vegetais, cafés e chás; geléias, antepastos, massas e fermentados de castanhas, além de toda uma linha de produtos sem açúcar.


Os produtos e alimentos da marca são desenvolvidos de maneira artesanal, sem conservantes, e são acompanhados em toda a cadeia de produção: da compra com fornecedores à entrega dos produtos. Por isso, a maior parte deles é de fabricação própria, sem risco de contaminação cruzada de alimentos, ou seja: transferência acidental, direta ou indireta, de contaminantes físicos, químicos ou biológicos prejudiciais à saúde humana, principalmente por meio de manipuladores, vetores, superfícies, utensílios, equipamentos ou outros alimentos, durante os processos produção, manipulação, processamento, preparação, tratamento, armazenamento, embalagem, transporte, conservação ou serviço.





Mais sobre a história da Seleve

A ideia da marca surgiu no ano de 2016, em Minas Gerais, mais especificamente em Belo Horizonte, com as irmãs Ana Teresa, farmacêutica, e Fernanda Porto, nutricionista. Juntas elas desenvolveram os primeiros produtos Seleve, bem como o modal de trabalho e produção, com a ideia de levar mais saúde e bem-estar para as pessoas. A linha de produção inicialmente foi desenvolvida em casa, com o atendimento dos consumidores finais e de algumas lojas. Algum tempo depois a Seleve se consolidou na capital mineira, de onde o dono da atual franquia brasiliense veio, para empreender no Distrito Federal.


Fotos: divulgaç