top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

A história da Avaliação Nacional de Vinhos em livro

Obra será lançada no dia 5 de novembro, durante a 30ª edição do evento

 


A maior avaliação de uma safra de vinhos do mundo nasceu pequena e despretensiosa, 30 anos atrás, no salão do CTG Laço Velho, em Bento Gonçalves, num dia de inverno em que flocos de neve caíam sobre a Capital Brasileira do Vinho. De lá para cá, a Avaliação Nacional de Vinhos, evento organizado pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), mudou algumas vezes de cidade, de formato, de data; enfrentou as turbulências da economia brasileira, as transformações do mercado vinícola global e até uma pandemia que parou o mundo, mas nunca deixou de ser realizada. E de crescer.

 

O público que se reúne todos os anos na Serra Gaúcha para degustar os 16 vinhos selecionados entre os mais representativos da última safra passou de algumas dezenas de pessoas para mil - sem contar os enófilos que, desde novembro de 2020, participam da ANV de suas casas no Brasil e no exterior, pela internet. É imenso e complexo o esforço logístico para fazer com que cada uma das 16 amostras - as representativas de cada categoria de vinhos produzidos no país - chegue à taça de cada comentarista ou degustador ao mesmo tempo, e possa ser provada simultaneamente. São mais de 150 pessoas trabalhando freneticamente nos bastidores para que tudo dê certo. E sempre dá. Não existe nada igual no mundo.

 

Neste ano em que a ANV completa 30 anos, muitas novidades estão programadas para, mais uma vez, surpreender o público. Depois de duas edições digitais, em razão da pandemia do Coronavírus, o evento torna-se definitivamente híbrido - com 600 apreciadores no evento presencial, além de outros 750, que receberão kits com as amostras em suas casas.

 

Entre as novidades desta edição está o lançamento do livro “Avaliação Nacional de Vinhos - 30 Anos”, que traz a história, os personagens, os vinhos, os shows, as homenagens do Troféu Vitis e, principalmente, os bastidores das três décadas da Avaliação Nacional de Vinhos, registrando a seleção das amostras nos tanques das vinícolas ao brinde dos 16 vinhos.

 

Com cerca de 200 páginas, e ricamente ilustrado, o livro comemorativo deste marco na história do vinho brasileiro é uma realização da ABE com o apoio de seus parceiros comerciais. A obra tem produção da ConceitoCom Brasil, através da jornalista Lucinara Masiero, assessora de imprensa da ABE há 18 anos, e está sendo escrita pelo jornalista e escritor Irineu Guarnier, que viveu alguns dos grandes momentos da ANV não apenas como degustador. Guarnier cobriu por vários anos o evento como repórter, esteve por duas vezes entre os 16 comentaristas e ainda recebeu o Troféu Vitis 2013 por seu trabalho de promoção do vinho brasileiro na mídia nacional. “Ter sido escolhido para contar essa história foi uma honra comparável a receber o Troféu Vitis, mas também um dos maiores desafios da minha carreira. A “biografia” deste evento grandioso é composta por um sem número de histórias, narradas por muitos personagens, que compõem ao final um grande painel da fantástica evolução do vinho brasileiro”, diz o autor.

 

Para Lucinara, que assumiu a missão de editar o livro, o desafio não foi menor. A agência de comunicação acredita que a obra será um registro histórico e fonte de referência importante para todos aqueles que viveram de algum modo essa aventura e para as futuras gerações de viticultores, enólogos, empresários do setor, críticos e apreciadores de vinhos.

 

A ABE, que promove grandes eventos internacionais, como o Concurso do Espumante Brasileiro e o Brazil Wine Challenge, também aposta no caráter documental do livro. Para a entidade, um marco como os 30 Anos da ANV não poderia passar em branco, já que a história da Avaliação se confunde com a história do vinho brasileiro nas últimas três décadas. O presidente da ABE, enólogo André Gasperin, destaca que o vinho brasileiro e a própria Avaliação Nacional de Vinhos, ao longo dos últimos 30 anos, evoluíram tanto que o momento merece uma obra como esta. “Chegou a hora de eternizar a evolução do vinho brasileiro e da Avaliação, que se tornou a maior degustação de vinhos de uma safra do mundo, numa obra para ser degustada. Estamos falando de uma história em formato líquido que merece ficar registrada na mente e no coração das pessoas”.

 

Com edição de luxo, e tiragem de 1.300 exemplares, o livro terá também uma versão digital. O trabalho de produção da obra segue em ritmo acelerado, para que o livro possa ser lançado na 30ª Avaliação Nacional de Vinhos, no dia 5 de novembro.

 

留言


bottom of page