top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

A casa das quatro mulheres

Mãe e filhas tocam projeto familiar em Santana do Livramento com produção de azeite de oliva, mel, noz pecan, cervejas e cosméticos com venda e turismo de experiência

 


De frente para o Cerro de Palomas, cartão postal de Santana do Livramento, a Casa Albornoz está encravada numa propriedade que valoriza os produtos da terra. Jovem – com apenas 3 anos no mercado -, a marca traduz o novo tempo vivido pela fronteira gaúcha e já desponta no mercado da olivicultura brasileira. Da pecuária e das culturas de arroz e soja, a família decidiu mudar o rumo dos negócios ainda em 2013. A matriarca Margarida Albornoz e as filhas Ana, Sílvia e Virgínia, encontraram nas oliveiras e nogueiras o caminho para a realização pessoal. Nessa breve, porém promissora jornada, juntas diversificaram a produção, criando itens altamente diferenciados e que já acumulam premiações internacionais, além de uma estrutura capaz de receber visitantes para viver experiências na loja, no lagar e ao ar livre.

 


Com a descontinuação da pecuária e a implantação do pomar de nogueiras e oliveiras, a estância de 2.800 hectares começou a receber as primeiras mudas em 2013 com o plantio de nogueiras em 100 hectares e de oliveiras em outros 120 hectares. Durante a safra, que em 2022 foi de 70 toneladas (2020, 7 toneladas e 2021, 20 toneladas), é possível caminhar no pomar junto ao lagar, interagindo com a cultura numa vivência que permite compreender os cuidados da marca durante a colheita, sempre de fevereiro a março. Hoje, a Casa Albornoz cultiva 14 variedades de olivas de quatro países, sendo elas: Arbequina, Arbosana, Hojiblanca e Manzanilla, da Espanha; Koroneiki, da Grécia; Coratina, Canina, Leccino, Moraiolo, Frantoio, Pendolino e Santa Caterina, da Itália; além da Azeiteira e Galega, de Portugal. São 370 mudas por hectare. O resultado são azeites de oliva extra virgens nas Linhas Premium (Casinha, Dona Carmen e Dom Eurico) e Especiais (Todo Dia Suave, Todo Dia Intenso, Todo Dia Koroneiki e os saborizados Defumado e Pimenta).

 

O fio condutor da história da Família Albornoz é a natureza. “A relação íntima com o campo revela a nossa caminhada, uma conexão consolidada e que se reinventa através das gerações”, revela uma das sócias, Virgínia Albornoz. Ela conta que para homenagear os ancestrais e honrar a relação com o campo, foi criada uma nova identidade visual para os azeites, capaz de ilustrar a essência de cada produto. São rótulos que, ao mesmo tempo que expressam a continuidade ao legado da família, também exibem a abundância do bioma Pampa. O Premium Dona Carmen, nome da avó de Ana, Sílvia e Virgínia, traz a doçura, o abraço, o aconchego de um coração brotado, que alegra, acolhe e enche de amor. Já o Premium Dom Eurico, pai das três irmãs, carrega a solidez da oliveira antiga, com tronco largo e forte, raízes profundas e galhos erguidos na direção da luz. O Premium Casinha é o espelho das novas gerações, alimentadas pela leveza, pelo lúdico e pelas possibilidades. “São os nossos filhos, nossos frutos”, ressalta Virgínia.

 


Na Linha Especiais a representação da natureza, tão presente na história familiar. Estes rótulos expõem animais do Pampa, construídos artisticamente com uma delicada composição de folhas, flores e frutos. O Todo Dia Koroneiki é o azeite mais amargo da Albornoz. Sua picância mais pronunciada está representada pela jaguatirica, um felino solitário, caçador e voraz. O Todo Dia Intenso é retratado pelo lobo-guará, sempre ativo e elegante. Este azeite traz amargor e picância intensos. Já o Todo Dia Suave chega com equilíbrio de amargor e picância, ganhando a delicada beleza do beija-flor no visual.

 

Seguindo as tendências de mercado e marcando um novo capítulo na história da Casa Albornoz, a empresa acaba de ampliar a Linha Especiais com três condimentos: Defumado, Pimenta e manjericão. Gastronômicos, eles têm base versátil e realçam a intimidade com a mudança, assim como as borboletas, presentes em seus rótulos.

 

Além do azeite

Já a noz pecan, com 185 mudas por hectare, é de procedência americana, com variedades que vêm do Texas (Chicasaw, Shawnee, Barton, Mohawkee e Pawnee), do Mississipi (Desirable, Jackson e Success) e da Flórida (Farley). A empresa já projeta a ampliação das opções de embalagens com a noz pecan in natura em pacotes de 150g, além da noz torrada, salgada e com pimenta em tubos de 50g e 150g. Para os fãs do doce, a noz pecam com chocolate de leite e chocolate amargo. O grande destaque é das nozes temperadas – torradas e salgadas e, recentemente, nozes com chocolate, ideais para as festas de final de ano. O portfólio vai além, com mel de duas floradas – Eucalipto e Campo Nativo; cerveja Oliven Kölsch, fermentada com azeite de oliva, tendo na composição mel, capim limão e camomila, e cosméticos veganos a base de azeite de oliva.

 

E para quem aprecia uma cerveja artesanal diferenciada o empreendimento também possui a Oliven Brasilianisch Kölsch, fermentada com azeite de oliva e produzida com mel Casa Albornoz, além de capim limão e camomila. A composição entrega uma cerveja tropical, com notas sutis de frutas amarelas brasileiras, mel, flores, camomila, cereais, pães e capim limão. Reconhecida nacionalmente, a cerveja é uma criação em parceria com a Bodebrown. Outra opção, também em parceria com a Bodebrown, é a Bee-Helles Brasilianisch Helles, fortemente influenciada pelas características tropicais, com notas sutis de frutas amarelas brasileiras, caramelo, pães brancos e, em especial, notas do mel proveniente de floradas de campo nativo.

 

O quarteto e seu time capacitado acompanha cada etapa do processo com cuidados que começam no plantio e manejo, passando pela colheita, processamento, armazenamento e venda. O respeito ao meio ambiente é condição permanente de toda a equipe. A qualidade dos produtos pode ser comprovada nas inúmeras premiações conquistadas na Bélgica, Brasil, Dinamarca, Estados Unidos, França, Israel, Itália, Qatar e Suécia.

 


Turismo na Albornoz

A pureza do terroir da Campanha Gaúcha pode ser conferida nas diversas atrações que a Casa Albornoz oferece aos seus visitantes. O turismo de experiência é mais um braço do negócio que qualifica a estrutura na região. Junto a loja e ao lagar é possível degustar os produtos, apreciando a paisagem do Cerro de Palomas no deck, sempre acompanhado de um bom vinho da Região do Pampa ou até mesmo da Serra Gaúcha. A experiência varia com preços de R$ 25 a R$ 35. Para quem deseja estender a permanência no local, entre as opções estão o pic nic, café da manhã, brunch, almoço campeiro, além das tábuas.

 

CASA ALBORNOZ

Funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 18h

Degustação: R$ 25 e R$ 35

Santana do Livramento – BR 158 km 548,5

55 9 9617.3892

 

Imagens: Divulgação Casa Albornoz

Comments


bottom of page