top of page
  • Foto do escritorViviane Campos

É oficial: Belo Horizonte pode ser chamada de capital dos botecos

Levantamento inédito da Abrasel, baseado no novo Censo e nas informações da Receita Federal, mostrou que a proporção de bares por habitantes na capital mineira é a maior entre todas as capitais - com mais que o dobro de São Paulo.



O Censo 2022, recém-divulgado pelo IBGE, trouxe algumas surpresas, como o crescimento mais lento da população brasileira em relação ao que se previa. Mas também permite tornar oficial um título há muito reconhecido: Belo Horizonte (MG) é a capital com a maior oferta de bares do país. Levantamento da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) comparou os dados de população do Censo com o número de estabelecimentos ativos na base da Receita Federal. BH desponta na liderança, com 178 bares a cada 100 mil habitantes, bem à frente da segunda colocada, Florianópolis, com 150 bares a cada 100 mil moradores, e muito à frente da cidade do Rio de Janeiro (8ª colocada, 99 bares por 100 mil habitantes) e da cidade de São Paulo (14ª colocada, 78 bares a cada 100 mil).


Segundo a Receita Federal, Belo Horizonte tem 4.136 estabelecimento com CNAE principal de bar. A Receita reconhece dois CNAES na categoria, bares com entretenimento e bares sem entretenimento – o CNAE é o número que identifica a atividade de uma empresa. Considerando-se a área do município, são 12,5 bares por km2 em Belo Horizonte, número também muito superior aos de todas as outras capitais. Por este critério, São Paulo fica em segundo lugar, com 5,9 bares a cada km2, logo à frente da terceira colocada, o Rio de Janeiro, que tem 5,1 bares por km2. Em números totais, São Paulo tem 9.043 bares e o Rio de Janeiro 6.175.


“Não é surpresa, há muito sabemos informalmente que Belo Horizonte é a capital dos bares e botequins. Qualquer pessoa que já tenha visitado a cidade por alguns dias pode atestar isso. Mas agora não há espaço nem mesmo para contestação”, diz o presidente-executivo da Abrasel, Paulo Solmucci. “Como o estudo leva em conta a atividade principal, creio que o número de estabelecimentos é ainda maior. Porque muitos que têm CNAE de restaurante na cidade servem refeições no almoço e, à noite, funcionam como bar da happy hour em diante”, ele completa.


Levando-se em conta as regiões, além da líder no Sul, Florianópolis, no Norte a liderança fica com Palmas (TO), que tem 130 bares a cada 100 mil habitantes. No Nordeste a primeira colocada é Salvador (BA), com 104 bares a cada 100 mil habitantes. E no Centro-Oeste a líder é Goiânia (GO), que tem 101 bares a cada 100 mil habitantes. No Sudeste, além da líder Belo Horizonte, há um destaque especial para Vitória (ES), que fica em terceiro lugar no país, com 149 bares a cada 100 mil moradores.


Veja abaixo a tabela com as 20 principais capitais:



Ranking de bares por habitantes nas capitais brasileiras. Fonte: Abrasel

Comentários


bottom of page